Além de causar apendicite, para o que mais serve o apêndice?


Dra. Juliana Guimarães
Revisão científica por Dra. Juliana Guimarães • Enfermeira Doutorada em Saúde Pública

O apêndice é uma pequena estrutura em forma de tubo que faz parte do sistema digestório do corpo humano e, ao contrário do que muita gente pensa, não serve só para causar apendicite.

Em 2007 foi descoberto que o apêndice tem como função principal armazenar e ajudar a produzir bactérias boas para o intestino, que auxiliam na digestão e no fluxo intestinal.

Sistema digestório e apêndice

O que é o apêndice?

O apêndice é um órgão com uma estrutura fina e comprida que emerge no intestino grosso próximo ao local onde este se une ao intestino delgado. Tem formato tubular e fundo cego, mede cerca de 1cm de largura e 10cm de comprimento. É como uma pequena bolsa.

Por muito tempo, a comunidade científica acreditou que o apêndice fosse um órgão residual, ou seja, um órgão que já teve uma função importante para os humanos primitivos, mas que deixou de ter utilidade com a evolução da espécie.

Um estudo realizado em 2007 pela Universidade Duke, nos Estados Unidos, refutou essa ideia. Descobriu-se que o apêndice armazena e ajuda a produzir bactérias importantíssimas para a boa saúde da flora intestinal. Notaram também que o apêndice é farto em tecido linfático, ou seja, que ele também ajuda a fortalecer o nosso sistema imunológico.

Onde fica o apêndice? De que lado é?

Está localizado do lado inferior direito do abdômen. É uma ramificação do ceco, a parte próxima de onde o intestino grosso liga-se ao intestino delgado.

localização do apêndice no corpo humano

Se eu precisar tirar, vai fazer falta?

Apesar da descoberta de que o apêndice tem sim uma função no organismo, ele não é um órgão vital, ou seja, dá para ter uma vida normal sem ele.

Apesar de funcionar como um depósito das bactérias do bem que vivem no nosso intestino, a ausência do apêndice não significa a ausência dessas bactérias, só significa que elas não terão um lugar tão aconchegante e seguro para habitar.

Em caso de inflamação grave, a melhor opção ainda é a cirurgia para a retirada do órgão.

Apendicite

Apendicite é a inflamação do apêndice. Ocorre principalmente em crianças e adolescentes, entre os 10 e os 14 anos.

A ciência ainda não esclareceu a origem da apendicite, mas uma das hipóteses é que o acúmulo de fezes no intestino causa uma obstrução no apêndice, o que leva ao processo inflamatório. Em casos graves, o órgão pode se romper e há risco de morte.

Sintomas

Os sintomas variam de pessoa para pessoa e podem facilmente ser confundidos com sintomas de outras doenças gástricas.

sintomas apendicite
Fonte: Toda Matéria
  • Dor abdominal aguda. Essa dor pode começar na boca do estômago ou na região do umbigo e ir descendo até o lado inferior direito da barriga.
  • Dor que piora com o movimento. Pode variar de lugar ou dar a sensação de não ter como perceber de onde a dor está vindo. Esta dor piora quando a pessoa anda, se mexe ou tosse.
  • Barriga estufada e rígida.
  • Enjoo, náusea e vômito.
  • Febre baixa, normalmente abaixo dos 38°C.
  • Prisão de ventre ou diarreia.
  • Perda de apetite.

Para diagnosticar a apendicite, os médicos analisam os sintomas relatados pelo paciente e fazem exames de compressão abdominal para determinar o nível de dor e onde ela está localizada. Eventualmente podem ser necessários exames de imagens para confirmar o diagnóstico.

Cirurgia e recuperação

A cirurgia para a retirada do apêndice é chamada de apendicectomia e pode ser feita de duas formas: por laparotomia ou por videolaparoscopia.

Laparotomia é a cirurgia mais tradicional. Neste procedimento é efetuado um corte no abdome para acessar e retirar o apêndice. Quando essa técnica é usada, o período de recuperação do paciente é mais longo, há maiores chances de complicações pós-operatórias e, claro, o paciente ganha uma cicatriz como lembrança.

A videolaparoscopia, a cirurgia por vídeo, é a técnica mais usada atualmente. Nela são feitas três pequenas incisões no abdômen por onde entram os instrumentos cirúrgicos e a câmera. Normalmente os pacientes têm alta hospitalar em 24 horas após a cirurgia e já podem retomar suas atividades cotidianas em dois ou três dias.

videolaparoscopia apendicite
Exemplo de cirurgia por vídeo para a retirada do apêndice.

Se você estiver com dores abdominais agudas por mais de 3 horas, procure um médico. Um diagnóstico rápido pode evitar sérias complicações.

Dra. Juliana Guimarães
Revisão científica por Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública e pós-Doutorada em Saúde Coletiva pela Universidade de Fortaleza. Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará. COREN 109692