Por que os gatos ronronam? 7 fatos para entender o ronrom do gato


Muitas vezes, os gatos costumam ronronar quando são acariciados e isto leva a pensar que ronronam de alegria, mas há várias razões diferentes para o gato emitir esse som.

1. O ronrono é uma forma de comunicação 

Para os felinos, o ronrono pode ser um meio de comunicação. Eles usam o som do ronrono para demonstrar que estão gostando do carinho, que estão felizes no colo do humano deles e que agradecem a ração que acabou de ser servida.

Podem também usar o ronrono para pedir mais carinho ou comida. Este ronrono é conhecido como o “ronrono de solicitação”, que é acompanhado da intenção do gato de conseguir algo do seu humano. Estudos afirmam que este ronrom tem o mesmo efeito que o choro de um bebê nos humanos, provocando logo uma resposta. Sorte dos gatos que sempre conseguem o que querem!

2. O ronronar é um vínculo dos filhotes com a mãe 

O ronrom é uma forma de os filhotes se comunicarem com as suas mães, anunciando que estão bem. Enquanto as mães gatas ronronam para acalmar e ninar seus filhotes.

É inclusive logo no início da vida, já nos primeiros dias, que os gatinhos começam a ronronar, desenvolvendo esse vínculo com a mãe. 

3. O gato usa o ronrono para expressar emoções e se acalmar

O ronronar dos gatos significa também uma forma de expressão das emoções. Por exemplo, quando estão nervosos, logo após serem perseguidos por um cachorro, é comum alguns gatos ronronarem.

Nessas situações de estresse, usam o ronrom para se acalmar. 

4. O ronrono pode curar os gatos 

Após um momento traumático ou quando sentem dor, o ronrono dos gatos pode inclusive ter um poder de cura. 

O som emitido pelo ronrono tem uma frequência baixa, variando de 20 Hz a 150 Hz, que ajuda no relaxamento dos felinos, permitindo que sintam alívio e voltem a um estado mais calmo. Essa mesma frequência ajuda na cicatrização das partes do corpo, crescimento dos ossos e tem poder de rejuvenescimento.  

Durante o parto, as gatas costumam usar o ronrono como forma de aliviar o desconforto que sentem.

Por essas razões, fala-se que o ronrono dos gatos pode curar, servindo inclusive para humanos, como uma forma terapêutica de passar por momentos de estresse e diminuir risco de infarto ou doenças cardíacas.

5. Os gatos ronronam usando a musculatura da laringe

O ronrom dos gatos começa com estímulos no cérebro, por um oscilador neural. Então, a musculatura da laringe do gato gera uma separação das cordas vocais durante a inspiração e a expiração. Desse modo, o felino é capaz de emitir uma espécie de vibração ao liberar ar, conhecida como ronrono.

Os gatos são famosos por sua grande capacidade vocal, pois, além do ronrono, podem miar, rosnar e gritar.  

6. Outros comportamentos do gato ajudam a entender o motivo de cada ronrom

Uma forma de entender a razão de o bichano estar ronronando é observar também outros comportamentos:

Tranquilos ou relaxados: costumam ronronar, fechar os olhos e deixar a cauda imóvel.
Com fome: podem optar por ronronar e miar ao mesmo tempo. 
Insatisfeitos ou com medo: usam o ronrono acompanhado de uma cauda que se move impacientemente, assim como miados mais fortes.  

7. Nem todos os gatos têm o hábito de ronronar

Todos os gatos domésticos saudáveis têm a musculatura da laringe capaz de emitir este som. No entanto, é preciso lembrar de gatos são animais de muita personalidade e comportamentos próprios. 

É comum alguns gostarem de ronronar com frequência, como em momentos de carinho, colo, ofertas de comida, enquanto outros serem mais reservados e não terem por hábito ronronar.

Ainda é um mistério saber exatamente a razão de alguns gatos não ronronarem, mas se acredita que, em muitas situações, tiveram uma infância de pouco convívio com a mãe, não desenvolvendo a comunicação pelo ronrom.

Outros felinos, para além dos gatos domésticos, também são capazes de ronronar. Mas animais como os leões e os tigres, capazes de rugir, não ronronaram, pois a laringe é desenvolvida para emitir o rugido, com um osso flexível que permite gerar este som.  

Para mais curiosidades do mundo animal, recomendamos também: