Ilusão de ótica: entenda os diferentes tipos com imagens e exemplos ?


Ao entrar em contato com uma ilusão de ótica ou ilusão de óptica, o nosso cérebro pode se confundir. Com isso, quando olhamos uma figura ou um objeto, podemos ser levados a achar que algo está em movimento ou que tem um formato e uma cor diferentes do real.

Essas formas de a nossa percepção ser enganada estão relacionadas aos nossos olhos e ao cérebro, que, por memória visual e estímulos, podem vir a ser iludidos.

Entre os tipos de ilusão de ótica, criados ao longo do tempo por artistas e cientistas, há três mais utilizados:

  • Ilusão literal
  • Ilusão cognitiva
  • Ilusão fisiológica

Confira abaixo as explicações e os exemplos sobre cada um.

Ilusão de ótica literal

Quando o desenho de duas imagens diferentes cria uma ilusão literal, em que somente é possível enxergar a combinação dos objetos que a compõem. Forma-se, portanto, uma imagem diferente dos objetos que a criaram.

Um bom exemplo de ilusão de ótica literal é The Sun Sets Sail (O sol se põe às velas) de Rob Gonsalves:

The Sun Sets Sail (O sol se põe às velas) de Rob Gonsalves
The Sun Sets Sail by Rob Gonsalves

Nessa ilusão, parece haver a formação de uma ponte, mas que não passa do encontro entre os barcos e o céu com nuvens.

Ilusão de ótica cognitiva

É o tipo de ilusão que distorce formas e altera percepções que temos como concebidas. Assim, é o nosso próprio conhecimento sobre o mundo que é usado para causar confusão. Entre as ilusões de ótica cognitivas, há quatro tipos principais:

Ficcional

São as chamadas ilusões que têm efeito de alucinação, criando a impressão de que existe algo na imagem que, na verdade, não está presente. Um exemplo está no novo triângulo que aparece na figura abaixo:

triângulo

Ambígua

Ocorre quando há mais de uma alternativa dentro do imaginário criado. As percepções podem mudar conforme o modo como olhamos.

A ilusão de ótica mais clássica para esse caso é a Rubin's vase (Vaso de Rubin) de Edgar Rubin.

Rubin's vase de Edgar Rubin
Rubin's vase by Edgar Rubin

Que belo vaso né? Ou será que são duas faces humanas, uma na direita e outra na esquerda, olhando-se?

Outra imagem que também é um ilusão ambígua é a pintura de Salvador Dalí, Old couple or musician (Casal de idosos ou músicos), inspirada no Rubin's vase.

Old couple or musician by Salvador Dalí
Old couple or musician by Salvador Dalí

Essa ilusão de ótica em cores é vista, por muitos, como assustadora, mas se analisá-la bem, verá músicos a tocarem instrumentos, no lugar dos idosos.

No caso da ilusão de ótica cognitiva ambígua, portanto, foram desenhados vários objetos que, juntos, confundem nosso cérebro, por formarem distintas situações numa mesma imagem.

Paradoxal

Ocorre quando se criam imagens com objetos paradoxais ou impossíveis, como o triângulo de Penrose. É o caso da Waterfall (a cascata) de M. C. Escher, em que a água da cachoeira parece descer até chegar no seu topo.

Waterfall (a cascata) de M. C. Escher
Waterfall by M. C. Escher

Geométrica-ótica

Algumas distorções referentes ao comprimento, à curvatura, ao formato e ao tamanho de objetos. Um clássico exemplo está na ilusão de ótica em preto e branco chamada Café wall (Parede de café) de Richard Gregory. Confira:

Café wall (Parede de café) de Richard Gregory
Café wall by Richard Gregory

Quando você olha, não parece estar tudo inclinado? Isto é causado por uma ilusão no contraste das cores, que nos faz ter a ideia de inclinação.

Ilusão de ótica fisiológica

São ilusões que causam um desequilíbrio fisiológico no nosso cérebro. Por meio dessa ilusão, recebemos estímulos em forma de movimento, luz, brilho e cor, que acabam por atrapalhar nossa percepção.

Um exemplo é a Hermann grid illusion (ilusão da grelha), em que o contraste cria a sensação de haver pontos cinzas nas intersecções da figura, confira:

Hermann grid illusion
Hermann grid illusion

Outro ótimo exemplo são as Rice Waves (Ondas de arroz) de Akiyoshi Kitaoka, que parecem estar em constante movimento em razão das cores, objetos e composição. Veja:

Rice Waves by Akiyoshi Kitaoka
Rice Waves by Akiyoshi Kitaoka

Gostou de conhecer os tipos de ilusão de ótica? Se ainda estiver com dúvidas sobre o tema, confira esse conteúdo:

Como funciona a ilusão de ótica?