10 dinossauros super esquisitos que provavelmente você nunca ouviu falar


Por 180 milhões de anos, os dinossauros reinaram em todos os cantos da Terra. Durante esse período da história, conhecida como a era Mesozoica, esses titãs pré-históricos evoluíram para se adaptar a quase todos os habitats e nichos.

Os resultados foram algumas das criaturas mais incríveis que já percorreram a Terra, com muitas formas e tipos únicos que nunca seriam vistos novamente. 

Mas nem todos esses animais eram gigantes com grandes dentes e garras. Alguns eram fofos, outros impressionantes, e alguns foram simplesmente esquisitos, como os que você vai conhecer agora.

1. Epidexipteryx, uma estranha mistura de pássaro com dinossauro

Epidexipteryx

O Epidexipteryx viveu entre 152 e 168 milhões de anos atrás e marca uma das etapas entre os pássaros e os dinossauros, o que é muito importante para os cientistas.

Apesar de ostentar uma forma primitiva de penas, o epidexipteryx não pode voar. Os pesquisadores acreditam que suas penas podem ter evoluído puramente como uma ornamentação, tornando-os mais atraentes para parceiros em potencial.

No entanto, eles podem não ter sido presos no chão também. Suas mãos apresentam vários dedos longos e estreitos que poderiam ter sido usados para escalar ou extrair insetos de árvores.

2. Longisquama, o pequenino nada discreto 

Longisquama

Esse dinossauro viveu no final do período Triássico, aproximadamente 240 milhões de anos atrás, um período de tempo onde existiram muitas criaturas perigosas e mortais. Como tal, ser pequeno não era uma grande vantagem, como no caso do Longisquama, que possuía apenas 10 centímetros de comprimento.

Na verdade, uma das únicas vantagens que as criaturas pequenas tinham era a capacidade de se esconder, o que é bastante difícil quando você tem penas gigantes saindo de suas costas. Então podemos dizer que o Longisquama não foi um dinossauro muito sortudo.

3. Therizinosaurus e suas grandes garras

Therizinosaurus

O Therizinosaurus poderia ser encontrado na Ásia Central entre 75 e 70 milhões de anos atrás. Apesar dessas criaturas parecerem a versão dinossauro de Edward Mãos de Tesoura, eles eram gigantes gentis que só usavam suas garras para se defender e coletar comida.

Acredita-se que suas garras sejam as mais longas da história animal, capazes de crescer mais de um metro de comprimento. Infelizmente, nunca foi descoberto um esqueleto completo deste dinossauro, então muitas perguntas ainda não foram respondidas sobre o que o Therizinosaurus realmente era.

4. Pachycephalosaurus e seu capacete de ossos

Pachycephalosaurus

Se vocé é fã de Pokemón já deve ter visto um bem parecido com essa criatura! O Pachycephalosaurus é famoso por seu crânio incrivelmente espesso, com uma cúpula óssea de cerca de 22 centímetros de espessura em seu topo.

Surpreendentemente, esses crânios se transformavam à medida que envelheciam, enganando muitos cientistas que  acreditaram que as diferentes fases da vida desses animais eram, na verdade, espécies completamente diferentes.

Acredita-se que esses dinossauros usavam seus crânios endurecidos para bater cabeça com rivais, embora alguns cientistas acreditem que suas vértebras não poderiam ter sido fortes o suficiente para sobreviver a esses impactos sem causar ferimentos graves.

5. Carnotaurus, o gigante de braços minúsculos

Carnotaurus

Os Carnotaurus têm uma reputação assustadora, e até mesmo seu nome se traduz do latim como “touro carnívoro”, uma referência direta aos seus chifres únicos e aparência cruel. 

Mas enquanto seus chifres e tamanho o faziam ser uma criatura visualmente aterrorizante, uma característica tornava esse dinossauro um ser cômico. O Carnotaurus tinha braços incrivelmente curtos se comparado ao resto do seu corpo de cerca de 8 metros de comprimento.

Os cientistas acreditam que seus braços eram provavelmente vestígios remanescentes, que não serviam a nenhum propósito real em suas vidas cotidianas.

6. Linhenykus, o dinossauro de um só dedo

Linhenykus

Linhenykus monodactylus é um pequeno dinossauro de um grupo de espécies conhecida como Alvarezsauridae, composta por dinossauros bípedes com braços absurdamente pequenos.

Esta espécie particular habitou a Terra entre 84 e 75 milhões de anos atrás, e ao contrário de seus parentes próximos, que têm múltiplos dedos, o Linhenykus tem apenas um dedo com garras fortes. Isso faz com que ele seja o único dinossauro conhecido a possuir um único dedo por braço.

Ainda não está claro o porquê do Linhenykus ter braços tão pequenos, mas há uma teoria de que eles usavam suas garras grossas para cavar formigueiros e cupinzeiros, se alimentando dos pequenos insetos escondidos no interior.

E ao contrário do que costumamos pensar dos dinossauros, essas criaturas eram muito pequenas, capazes de caber na palma da sua mão.

7. Deinocheirus, o comedor de pedras

Deinocheirus

O Deinocheirus mirificus esteve no centro de um quebra-cabeça na comunidade científica desde 1965. No início, os únicos fósseis recuperados desse dinossauro eram um par de braços maciços, que mediam quase dois metros e meio de comprimento.

Seu estudo passou por diversas escavações e casos de roubo de fósseis, até que finalmente conseguiram unificar seu esqueleto e ver que o Deinocheirus se tratava de um dinossauro muito singular.

Ele tinha uma boca desdentada, semelhante a um pato, além de dois braços poderosos para coletar alimentos e arrancar galhos das árvores. O Deinocheirus possuía o tamanho de um tiranossauro e tinha uma protuberância maciça nas costas para ajudar suas pernas a sustentarem seu grande corpo.

Um fato curioso foi que cerca de 1.400 rochas foram encontradas na barriga de um espécime, levando os pesquisadores a acreditar que eles as usavam para triturar alimentos em seus estômagos, semelhante a muitos pássaros modernos.

Veja como os dinossauros recebem os seus nomes.

8. Hesperonychus, uma mistura estranha

Hesperonychus

O que aconteceria se alguém unisse uma galinha com um crocodilo? Para ter uma ideia, é só dar uma olhada para o Hesperonychus.

Este dinossauro viveu cerca de 76,5 milhões de anos atrás e estima-se que ele tivesse um comprimento total de menos de 1 metro, pesando cerca de 1,9 kg. Isso faz com que ele seja um dos menores dinossauros carnívoros já conhecido.

9. Oryctodromeus, o gigante escondido na toca

Oryctodromeus

Apesar dos dinossauros da Era Mesozoica anteciparem os animais gigantes que surgiram milhões de anos depois, os paleontólogos ainda estavam despreparados para a descoberta do Oryctodromeus. Esse ornitópode de quase dois metros e meio de comprimento vivia dentro de tocas no chão da floresta, como se fosse um tatu gigante.

Ainda mais estranho é o fato dele não ter garras especializadas para isso, então provavelmente ele cavava suas tocas usando seu focinho comprido e pontudo.

10. Tanystropheus e seu pescoço incrivelmente grande 

Tanystropheus

Tanystropheus é um réptil gigante que não é tecnicamente um dinossauro. Mas dê uma olhada para ele! Parece que alguém tentou colar uma cobra numa lagartixa.

Supostamente ele teve o pescoço mais longo que a física poderia permitir, e até hoje se é questionado o porquê dele ser tão comprido. Afinal, o Tanystropheus tinha aproximadamente 20 metros de comprimento, sendo que 10 metros desse comprimento eram só de pescoço.

E então, o que achou desses gigantes esquisitões?