Conheça as 5 aranhas mais venenosas do Brasil


Existem aproximadamente 40.000 espécies de aranha em todo o mundo. São tantos tipos que fica difícil descobrir quais devem causar preocupação e quais são inofensivas.

O Brasil, junto com a Austrália, é o país onde se encontra mais tipos de aranhas venenosas, sendo que a mais venenosa do mundo é uma espécie brasileira. Confira quais são as 5 aranhas mais venenosas do Brasil!

5. Caranguejeira ou tarântula (Theraphosidae)

Aranha salmão

No Brasil, temos duas caranguejeiras que estão entre as maiores do mundo. A Caranguejeira-rosa-salmão-brasileira (Lasiodora Parahybana) é originária do Nordeste Brasileiro e possui esse nome por causa de seus longos pelos cor salmão. Ela é a segunda maior tarântula do mundo, chegando a 25 cm.

O título de maior tarântula do mundo fica com a Aranha-golias-comedora-de-pássaros (Theraphosa blondi), que chega a ter 30 centímetros e pode ser encontrada na região amazônica.

Apesar dessa espécie ser bastante agressiva, seu veneno não é mortal para os humanos. Porém, ela possui uma mordida bastante dolorida e os pelos em suas pernas e abdômen podem gerar lesões, coceira e irritação, em contato com a pele humana.

Essas aranhas podem ser encontradas em matas e florestas em todo o país, e ainda não é produzido soro para o seu veneno.

4. Aranha-de-Jardim (Lycosa erythrognatha)

Aranha de jardim

Essa espécie também é conhecida como aranha-de-grama ou aranha-lobo. Pertence a família Lycosidae e costuma ser encontrada na grama de residências, por isso seu nome.

A aranha-de-jardim possui cerca de 5 cm de comprimento, e apresenta uma coloração marrom-clara ou cinzenta, com um desenho negro em forma de seta em seu abdômen e pelos avermelhados perto das quelíceras.

Seu veneno causa dor intensa, com sensação de queimadura e formigamento, provocando também reações alérgicas.
 

3. Viúva-negra (Latrodectus mactans)

Viuva negra

A viúva negra é uma das aranhas mais conhecidas do planeta, e uma das quais você não deveria nunca chegar perto!

Essa espécie vive no Brasil e em outros países na América, principalmente na parte costeira dos continentes.

Sua cor negra brilhante e a marcante mancha vermelha em seu abdômen tornam essa aranha fácil de se reconhecer. E as fêmeas dessa espécie costumam ser 3 a 4 vezes maiores que os machos.

Os efeitos de seu veneno variam desde dor ardente, inchaço na área afetada, cólicas abdominais à náuseas.

2. Aranha-marrom (Loxosceles)

aranha marrom

A aranha-marrom é famosa no Brasil, e pode ser encontrada em regiões de clima quente em todo o mundo.  

Sua picada é extremamente dolorosa e necrosante, e se não for tratada rapidamente pode trazer problemas irreversíveis.

Elas possuem cerca de 4 a 6 centímetros e não costumam atacar, geralmente picando apenas se entrarmos em contato direto com elas. Apesar disso, ela é a maior causadora de acidentes com aranhas no Brasil.

Nos casos mais graves, a área ao redor da picada começa a necrosar e é formada uma ferida aberta. Pode-se levar meses para a pele ser curada, necessitando enxertos de pele e em alguns casos, os membros precisam ser amputados.
 

1. Armadeira (Phoneutria)

Armadeira

De acordo com Guinness World Records, a Armadeira é a aranha mais venenosa do mundo. E não é à toa que seu nome científico deriva da palavra grega para assassina.

Essa espécie, comum em todo o território brasileiro, é capaz de injetar uma neurotoxina poderosa que é quase 20 vezes mais mortal do que a da aranha Viúva-Negra, caso entre na corrente sanguínea.

Seu veneno é tão potente quanto o das cobras venenosas mais mortais, e os efeitos também são semelhantes.

Os sintomas do envenenamento incluem a perda de controle muscular, levando a problemas respiratórios, e que podem resultar em paralisia respiratória completa e asfixia.

Além disso, existem dois outros efeitos secundários importantes na mordida da aranha armadeira. Em primeiro lugar, há uma dor intensa e, em segundo lugar, se você for homem, a picada dessa aranha pode causar uma ereção de até 4 horas, que infelizmente também é extremamente dolorosa.

O comportamento desta espécie é particularmente perigoso para os seres humanos, pois essas aranhas gostam de se esconder em botas, pilhas de roupas e dentro de carros.

Isso faz com que essa aranha seja a segunda maior causadora de acidentes no Brasil, com mais de 7 mil casos já registrados no país. E ao contrário da aranha-marrom, as armadeiras são agressivas, atacando mesmo sem serem incomodadas.

Felizmente, o número de mortes devido ao ataque dessas aranhas têm reduzido bastante, devido ao antídoto que hoje já é facilmente encontrado.