As pedras preciosas mais raras do mundo


Ao lado das mais famosas pedras preciosas (diamante, rubi, safira e esmeralda) existem inúmeras outras pedras, algumas das quais são tão raras que seu valor ultrapassa as pedras preciosas mais valiosas do mundo!

Opalas - Quanto mais escuras melhor

Opala negra

As Opalas geralmente são de cor branca leitosa, com rajadas coloridas feitas pelos reflexos da luz, à medida que a pedra é movida, mas as Opalas Negras são muito mais raras.

Quanto mais escura sua cor de fundo e mais brilhante forem as rajadas de cor, mais valiosa é a pedra!

Uma das Opalas Negras mais valiosas de todos os tempos é a "Aurora Australis", que foi descoberta em Lightning Ridge em 1938. A pedra de 180 quilates é admirada devido ao seu grande tamanho e intensa coloração.

Em 2005, ela foi avaliada em cerca de 763.000 dólares.

Tanzanite - Apenas encontrada na Tanzânia

Tanzanite

Tanzanite é uma pedra mineral com uma bela variedade de azul. Ela é chamada dessa forma pois só é encontrada em uma pequena área perto do pé do Monte Kilimanjaro, na Tanzânia.

A pedra só foi descoberta em quantidades comerciais na década de 60 e desde então, sua popularidade cresceu muito, grande parte graças a empresa de joias Tiffany.

Por apenas ser encontrada em uma pequena localização, o valor da Tanzanita parece aumentar ao longo do tempo.

Uma vez que essas minas forem esvaziadas, não haverá novas pedras no mercado, a menos que uma nova fonte seja encontrada.

Turmalinas da Paraíba - A pedra brasileira!

Turmalina

As Turmalinas são comuns em várias cores no Brasil! Mas as Turmalinas da Paraíba são as únicas pedras com uma tonalidade turquesa brilhante, graças ao seu teor de cobre.

Essas pedras raras foram descobertas em 1987 pelo minero Heitor Dimas Barbosa, que tinha sido conduzido pela crença de que algo especial estava escondido nas colinas da Paraíba.

Heitor estava certo! Depois de anos de escavações sem resultados, ele finalmente descobriu uma Turmalina de um azul néon incomparável.

A pedra é extremamente rara (apenas uma pedra é minada por cada 10.000 diamantes encontrados), então tornou-se intensamente procurada.

Em 2003, foram encontradas Turmalinas de cor turquesa em minas na Nigéria e em Moçambique, embora alguns digam que não são tão surpreendentes quanto a Turmalina da Paraíba.

Larimar - Apenas encontrada na República Dominicana

Larimar

A Larimar é uma pedra muito rara e apenas é encontrada em uma pequena área da República Dominicana.

A pedra só ficou conhecida no mundo a partir de 1974, mas os habitantes locais já conheciam a existência dela por gerações, porque pequenos pedaços dessa pedra apareciam com frequência nas praias da região.

Alexandrita - A pedra que muda de cor

Alexandrita

A extraordinária capacidade de mudança de cor dessa pedra a torna especialmente procurada.

Na luz do sol, a Alexandrita parece azul esverdeada, mas sob a luz incandescente torna-se vermelha-púrpura.

O grau de mudança de cor varia de pedra para pedra,  mas as mais valiosas são as pedras mais claras que demonstram uma mudança de cor completa.

Embora alguns grandes exemplares da pedra tenham sido encontrados, a maioria está abaixo de um quilate.

O valor de uma Alexandrita de um quilate pode chegar a 15.000 dólares, mas uma pedra maior do que um quilate pode custar até 70.000 dólares por quilate!.

Benitoite - A pedra da Califórnia

Benitoite

A Benitoite é minada apenas em uma pequena área da Califórnia, perto do rio San Benito (daí o nome). Mas a mina fechou para mineração comercial em 2006, tornando esta pedra preciosa ainda mais escassa.

Devido à raridade de descobrir uma Benitoite de boa qualidade e de tamanho razoável, ela pode obter preços enormes no mercado aberto. Uma pedra Benitoite bem cortada, com mais de 2 quilates,  pode custar mais de 10.000 dólares por quilate.

Painite  - A pedra mais rara do mundo!

Painite

A Painite foi descoberta pela primeira vez pelo gemólogo britânico Arthur Charles Pain, em 1951, e reconhecida como um novo mineral em 1957.

Durante muitos anos, apenas existia um exemplar deste cristal vermelho escuro, exposto no British Museum, em Londres, o que a tornava a pedra mais rara do mundo!

Mais tarde, foram descobertos outros exemplares da pedra, embora em 2004 ainda existissem menos de duas dúzias de Painites descobertas pelo mundo.

No entanto, nos últimos anos, algumas minas em Myanmar começaram a exploração da pedra, e agora são ditas mais de 1000 pedras conhecidas.

A escassez desta joia a tornou extremamente valiosa e apenas um quilate pode custar mais de 60.000 dólares.

Taaffeite -  A pedra descoberta por acaso!

Taaffeite

O gemólogo austríaco Edward Richard Taaffe comprou uma caixa de pedras cortadas de um joalheiro em Dublin na década de 1940, pensando que havia comprado uma coleção de Espinélios.

Mas em uma inspeção mais detalhada, ele observou que uma das pedras não reagia à luz do mesmo modo que o resto dos Espinélios, então ele a enviou para análise.

Os resultados revelaram que ele havia descoberto uma pedra preciosa até então desconhecida. Foi uma situação esplêndida, mas frustrante, já que descobriu uma pedra já cortada e não tinha ideia de onde o mineral vinha!

Felizmente, uma vez que a nova pedra tinha sido anunciada, muitos outros colecionadores reexaminaram suas próprias coleções de Espinélios e várias outras amostras foram descobertas.

A fonte da pedra foi rastreada até o Sri Lanka, embora um pouco também tenha sido encontrado na Tanzânia e na China.

Pensa-se que existem menos de 50 exemplares de Taaffeite, muitos dos quais estão alojados em coleções geológicas e privadas. Isso torna essa pedra preciosa tão rara que o público comum provavelmente nunca a verá.

Veja agora as 7 pedras preciosas brasileiras que chamam a atenção do mundo