Morcegos: Veja mitos e fatos sobre esses mamíferos voadores


Os morcegos são animais impressionantes: eles são os únicos mamíferos que podem voar, vivem em cavernas, dormem de cabeça pra baixo e também estão entre os únicos mamíferos que se alimentam de sangue. Essas características despertam a curiosidade, e até o medo de algumas pessoas.

Mas esses animais não são nada nocivos, e até mesmo ajudam os humanos em muitas situações. Conheça um pouco mais sobre esse mamífero voador.

Eles inspiraram a criação dos ultrassons e sonares de navios

Sonar

Existe um mito de que morcegos são cegos, mas na verdade os morcegos maiores podem ver três vezes melhor do que os humanos. Além disso, eles possuem um sistema de equalização, que usam para se localizar.

Os morcegos emitem ondas ultrassônicas pela boca e narinas, que batem nos obstáculos e voltam como eco. Então eles captam esses sons e conseguem se localizar, de acordo com os objetos ao seu redor. Pesquisas na Universidade de Bristol no Reino Unido mostram que o ângulo em que o som regressa pode dizer ao morcego o tamanho do objeto que está a seguir e sua distância dele.

A partir do estudo dessa capacidade natural, os humanos criaram o radar, o sonar e aparelhos de ultra-sonografias, que funcionam como a ecolocalização dos morcegos, mas de forma artificial. Essa tecnologia é de grande importância na medicina, na navegação e na aeronáutica.

Eles não bebem sangue humano, nem chupam sangue

Morcegos-vampiros
Existem apenas 3 espécies de morcego-vampiro 

Apesar da maioria dos morcegos se alimentarem de frutas, flores e pequenos insetos, alguns morcegos realmente bebem sangue, mas não de humanos!

Eles se alimentam principalmente de gado e cervo, e não sugam o sangue deles, como dizem as lendas. Em vez disso, eles fazem um corte em forma de V no animal e então lambem o sangue. A quantidade de sangue que um morcego precisa também é bem pequena, sendo em média duas colheres por dia.

Além disso, quando eles fazem o corte, os animais nem mesmo chegam a sentir, pois a saliva dos morcegos tem propriedades especiais de coagulação. Inclusive ela está sendo usada para desenvolver uma medicação para os humanos, que tratará vitimas de AVC. 

Alguns morcegos podem ter até 2 metros

Raposas-voadoras
A raposa-voadora é o maior dos morcegos

Os morcegos são divididos em dois grupos principais: os megamorcegos e os micromorcegos.  

Dentro os megamorcegos, as Raposas-voadoras (gênero Pteropus) são os maiores, chegando à quase 2 metros de envergadura e pesam até 1 quilo. Já entre os micromorcegos, o menor espécime é o morcego-zangão que, de acordo com o Museu de Zoologia da Universidade de Michigan, cresce apenas cerca de 3 centímetros de comprimento e pesa somente 2 gramas.

Existem mais de 1200 espécies de morcegos no mundo, e eles representam juntos um quinto da população de mamíferos na Terra, de acordo com o órgão Bat Conservation International.

Eles realmente dormem de cabeça pra baixo

Morcegos dormindo

Existem alguns motivos que fazem com que os morcegos durmam de cabeça pra baixo. Em primeiro lugar, ficar desse modo os deixa em uma posição ideal para a decolagem.

Ao contrário dos pássaros, as asas dos morcegos não são adaptadas para que eles possam voar a partir do chão, e suas patas traseiras são tão pequenas que não podem correr até chegar à velocidade necessária para decolar. Então, ao dormir de cabeça para baixo em uma localização alta, eles já ficam preparados para se lançar em um voo, caso precisem escapar de algum perigo.

Se pendurar de cabeça para baixo também é uma ótima maneira de se esconder do perigo. Durante as horas em que a maioria dos seus predadores estão ativos, os morcegos ficam em um lugar onde poucos animais conseguem chegar. Além disso, eles têm pouca concorrência na hora de procurar um lugar para dormir, já que poucos animais conseguem se pendurar desse modo.

Dormir dessa maneira também não gera nenhum gasto de energia para esses animais. Isso porque eles têm uma adaptação fisiológica única, que faz com que suas garras e tendões se conectem diretamente com a parte superior do seu corpo.

Para se pendurar de cabeça para baixo, um morcego voa para a posição e posiciona suas garras em uma superfície que possa agarrar. Então, ele simplesmente deixa seu corpo relaxar, e o seu peso puxa para baixo os tendões conectados às garras, fazendo-os apertar. Esse peso faz com que as articulações do tendão se mantenham nesta posição, agarradas à superfície.

Se um morcego morre enquanto suas garras estiverem fechadas desse jeito, ele irá permanecer do mesmo modo, até que alguma outra coisa solte seu corpo.

Os morcegos são aliados da agricultura

Morcegos e frutas
Morcegos ajudam na dispersão de sementes

Assim como as abelhas, os morcegos são polinizadores. De acordo com o Serviço Florestal dos EUA, os morcegos são responsáveis pela dispersão de sementes de banana, abacate e de quase 300 outras espécies de plantas.

Eles também são grande aliados dos agricultores, sendo um controle natural de pragas. Um único morcego-marrom pode capturar cerca de 1.200 insetos em apenas uma hora.

Como vocês puderam ver, apesar da má reputação como um bicho das trevas, os morcegos são grandes aliados dos humanos, servindo de inspiração para novas tecnologias, na criação de medicamentos, ajudando no combate de pragas e na polinização das plantas. Agora que você conhece melhor sobre esse animal, o que acha sobre ele?