7 animais exóticos ameaçados de extinção no Brasil


Com as mudanças drásticas no meio ambiente no Brasil e no mundo, os animais estão entrando em extinção rapidamente.

Em 1964 foi criada a Lista Vermelha de Espécies, uma lista que aponta desde os animais que estão extintos no mundo até os que ainda não foram analisados, divididos em 9 diferentes classificações.

A lista vem sendo atualizada e das mais de 1150 espécies ameaçadas de extinção, muitas dessas várias pessoas nunca ouviram falar. Vejam abaixo alguns destes animais curiosos.

1. Budião-azul (Scarus coeruleus)

Budião azul

Este peixe pode ser encontrado em recifes de profundidade rasa nas regiões tropicais, e se destaca pela sua cor azul e por parecer sorrir o tempo inteiro.

2. Sapo Vidro (Vitreorana eurygnatha)

Sapo vidro

Original do Brasil e encontrado principalmente na região sudeste, este sapo é famoso por possuir o corpo “transparente”, podendo ver até seus órgãos.

Sua população vem diminuindo e acabou entrando em estado de alerta à extinção.

3. Sauim de Coleira (Saguinus bicolor)

Saium de coleira

Este sagui, encontrado na Amazônia brasileira, está bem próximo de ser extinto. Devido principalmente ao desflorestamento descontrolado, a estimativa é que houve uma redução de até 80% da população desde 1997.

4. Toninha (Pontoporia blainvillei)

Toninha

A Toninha é um golfinho que existe apenas entre parte da costa marítima brasileira e da costa argentina.

Atualmente estudos mostraram que a quantidade de animais caiu quase pela metade em um trecho da região sul brasileira, o que é realmente alarmante.

Sua extinção decorre principalmente devido à ingestão de resíduos plásticos a captura acidental em redes de pesca.

5. Soldadinho do Araripe (Antilophia bokermanni)

Soldadinho de araripe

Em estado de perigo crítico de extinção, esse passarinho de topete vermelho ainda se encontra na região Nordeste do Brasil.

Desde 2003, a ONG Aquasis trabalha para preservar a espécie, e um Plano e Conservação foi criado para evitar sua extinção.

6. Ariranha (Pteronura brasiliensis)

Ariranha

Conhecida também como onça-d'água, a Ariranha se destaca por seu tamanho, chegando a dois metros de comprimento.

No Brasil ainda se encontram algumas espécies, principalmente no Norte e Centro-Oeste do país.

As maiores causas de seu desaparecimento vêm do desmatamento, destruição do seu habitat devido à poluição das águas dos rios, principalmente perto de explorações mineiras.

No passado, o que começou a dizimar sua população foi a caça exploratória, por causa de sua pele.

7. Gato-maracajá (Leopardus wiedii)

Gato maracajá

Felino nativo da América Central e América do Sul, essa espécie possui uma ampla distribuição no Brasil.

Com cauda mais longa que o resto do corpo, este animal consegue imitar o som de suas presas para atraí-las.

Devido à expansão agrícola e à caça, a espécie é considerada como vulnerável na Lista Vermelha. Nos próximos anos a estimativa é de redução em até 10% da espécie.