Essas serão as 15 mais belas e exóticas aves que você já viu


As aves precisam de plumagens coloridas por várias razões: atrair companheiros, misturar-se ao meio ambiente ou se identificar com outros da sua própria espécie. Mas não importa quais sejam os motivos para essas maravilhosas exibições de cores e formatos, para nós humanos, será sempre fascinante ver como a natureza pode surpreender.

Confira então essas 15 aves exóticas e diferentes de tudo que você já viu:

1. Faisão-dourado (Chrysolophus pictus)

Faisão dourado

Também conhecido como "faisão chinês", esse pássaro exótico e colorido é nativo do oeste da China. No entanto, populações selvagens podem ser encontradas no Reino Unido e em outros lugares do mundo.

O macho e a fêmea desta espécie são completamente diferentes, enquanto os machos possuem cores vivas, com uma crista dourada e corpo vermelho, roxo e amarelo brilhante, a maior parte da plumagem das fêmeas é marrom.

2. Ave-do-paraíso de Wilson (Cicinnurus respublica)

Ave-do-paraíso de Wilson

A ave-do-paraíso de Wilson é sem dúvida uma das aves mais interessantes dessa lista, tanto pela sua cauda diferenciada, como por sua série fascinante de cores, que não se limitam às suas plumas: a parte turquesa da cabeça dessa ave é sua pele!

Porém, essas cores fascinantes são exclusivas dos machos,visto que as fêmeas possuem plumas marrons. Os machos usam suas cores, juntamente com uma dança elaborada, para impressionar as fêmeas, que ficam sentadas assistindo o espetáculo.

Essas aves são membros da família Paradisaeidae, e a maioria das espécies desta família são encontradas na ilha da Nova Guiné e no leste da Austrália.

3. Pato-mandarim (Aix galericulata)

Pato mandarim

O pato-mandarim, considerado por muitos como o pato mais bonito do mundo, é nativo da China e do Japão. Suas cores impressionantes fizeram com que ele fosse muito retratado na arte oriental.

Esses patos preferem ficar em pequenas lagoas arborizadas e evitam lagos ou mar aberto, e eles conseguem voar com muita destreza, passando por através de árvores com agilidade.

Ao contrário das outras aves nessa lista, esse pato pode ser comprado e criado com facilidade. 

4. Rolieiro-de-peito-lilás (Coracias caudatus)

Coracias caudatus

Pássaro nacional do Quênia, o rolieiro-de-peito-lilás é conhecido por sua deslumbrante variedade de cores, que incluem branco, roxo, azul, turquesa, verde, preto e bronze.

Estas aves possuem esse nome por causa do seu impressionante voo de acasalamento, onde fazem rolamentos, mergulhos e acrobacias. Os rolieiros são monógamos e altamente territoriais, porém geralmente eles são vistos sozinhos.

5. Lóris Molucanos (trichoglossus haematodus)

 Lóris Molucanos

O Lóris Molucanos é uma espécie de papagaio que pode ser encontrada em todas as florestas tropicais da Austrália e da Papua Nova Guiné.

Essa ave possui uma coloração inconfundível, com um bico vermelho brilhante e plumagem colorida. Tanto o macho quanto a fêmea dessa espécie não se distinguem em sua cor, e geralmente são vistos em grandes bandos.

6. Fradinho (Fratercula arctica)

Fradinho

Também conhecido como o "papagaio-do-mar", este é o único membro da sua espécie a habitar o Atlântico. O fradinho vive a maior parte da vida no mar, descansando sobre as ondas. No entanto, eles retornam à terra durante a primavera e o verão para formar colônias de reprodução.

Os fradinhos são surpreendentes na hora de voar, batendo asas até 400 vezes por minutos e chegando em velocidades de até 88,5 km por hora.

Sabia que os fradinhos tiveram um papel importante na inspiração de Star Wars: Os Últimos Jedi? Essa ave marinha tem uma comunidade enorme na ilha de Skellig Michael, localização real do fictício Ahch-To, o planeta de exílio de Luke Skywalker. Os fradinhos conquistaram o coração da produção de Star Wars e foram uma inspiração para a criação dos Porgs, criaturas do imaginário da franquia.

7. Sterna inca (Larosterna inca)

Sterna

Essas exóticas aves peruanas têm bigodes! E não só os machos, as fêmeas também. Esta espécie de aparência cômica é encontrada apenas perto das águas frias da Corrente de Humboldt, onde se juntam em grandes grupos e se alimentam de anchovas e outros peixes pequenos.

Apenas 150.000 dessas aves marinhas permanecem na natureza e estão listadas como ameaçadas pela União Internacional para a Conservação da Natureza. 

8. Grande ave-do-paraíso (Paradisaea apoda)

Paradisaea

Encontrado na ilha de Nova Guiné, esse é um pássaro muito raro de ser visto, por viver em uma das áreas mais inacessíveis do mundo. Esses pássaros são surpreendentemente bonitos e são conhecidos por seus estranhos comportamentos, como abrir suas plumas e se pendurar de cabeça para baixo para atrair as fêmeas.  

O botânico Carolus Linnaeus o chamava de “ave-do-paraíso sem pé”, porque os primeiros corpos desse pássaro foram trazidos para a Europa com os pés removidos, fazendo com que as pessoas pensassem que essas aves flutuavam no ar, e não tocavam o chão até sua morte.

9. Araçari-mulato (Pteroglossus beauharnaesii)

Araçari-mulato

O Araçari-mulato é uma espécie de tucano incrivelmente belo que está entre os maiores da família araçari. Essa ave também é conhecida como araçari-crespo, por causa da sua crista incomum, que possui penas pretas, curtas e onduladas.

Esse tucano pode ser encontrado do sul ao centro do Brasil, e também ao leste do Peru e norte da Bolívia.

10. Calau-de-Malabar (Anthracoceros coronatus)

Calau-de-malabar

Encontrado na Índia e Sri Lanka, o Calau-de-Malabar é facilmente reconhecido graças ao chifre grande e estranho que carrega em cima do seu bico. O calau-de-malabar tem como habitat florestas úmidas e abertas, especialmente em áreas ribeirinhas e regiões de colinas.

Os povos tribais da Índia acreditavam que pendurar o crânio com chifre deste pássaro os tornaria ricos.

11. Quetzal (Pharomachrus)

Quetzal

O quetzal é considerado um dos pássaro mais bonitos do mundo, e já foi visto como um animal sagrado pelos astecas e pelos maias. Essa ave possui uma cor verde brilhante e peito vermelho escuro, com uma cauda dupla distintamente longa que pode crescer até 1 metro de comprimento.

Esse pássaro vive nas florestas tropicais da América Central, onde comem frutas, insetos, lagartos e outras criaturas pequenas. Infelizmente, essa ave exótica está ameaçada na Guatemala e em outros lugares.

12. Cotinga-pintada (Cotinga cayana)

Cotinga

O Cotinga-pintada, ou anambé-azul, é uma espécie bastante encontrada na floresta amazônica, desde o leste dos Andes até as Guianas. Esses pássaros geralmente são vistos empoleirados no topo das árvores mais altas, o que explica por que eles são difíceis de se detectar a partir do solo.

Os machos dessa espécie possuem uma cor azul turquesa brilhante, com manchas pretas nas asas e nas costas, e uma garganta púrpura.

13. Poupa-eurasiática (Upupa)

Upupa

O Poupa-eurasiática é um pássaro colorido que se encontra em toda a África, Europa e Ásia, e é conhecido por sua distinta coroa de penas. Em alguns países, esse pássaro é chamado de Hoopoe, por causa do som que ele emite.

Essa ave é a única espécie que ainda existe na família Upupidae, visto que as outras já foram extintas. 

14. Guarda-rios-de-papo-branco (Halcyon smyrnensis)

Guarda-rios-de-papo-branco

O Guarda-rios-de-papo-branco é um pássaro pescador, distribuído pelo subcontinente indiano, sul da China, Afeganistão, Irã, Iraque, Kuwait, Tajiquistão, Turquia, Líbano, Israel, Jordânia e Egito.

Ao contrário de outras aves dessa lista, que correm risco de extinção, a população dessa ave está aumentando devido à sua capacidade de colonizar novos habitats. Atualmente existem cinco subespécies reconhecidas desse pássaro.

15. Grou-coroado-oriental (Balearica regulorum)

Grou coroado oriental

O Grou-coroado-oriental é um pássaro elegante que se distingue pelo seu corpo cinza e asas brancas. Suas penas variam entre branco, cinza e marrom, e sua cabeça possui uma coroa de penas douradas.

Este pássaro pode ser encontrado nos pântanos da savana africana, ao sul do Saara, e também em áreas cultivadas e planaltos gramados, perto de rios e lagos. Ao contrário de muitos pássaros, essa ave não migra.