Conheça as 10 maiores bombas nucleares já detonadas na história


Nenhuma outra força simboliza o poder de destruição que a humanidade desenvolveu do mesmo modo que as armas nucleares. Desde o primeiro teste nuclear em 15 de julho de 1945, foram realizados mais de 2.051 outros testes em todo o mundo, e a cada vez as armas se tornam mais poderosas.

O dispositivo testado em 1945 teve um rendimento de 20 quilotons, o que significa que teve a força explosiva de 20 mil toneladas de TNT. Dentro de 20 anos, os EUA e a URSS testaram armas nucleares maiores que 10 megatons, equivalentes a 10 milhões de toneladas do explosivo.  

Veja então a evolução dessa tecnologia de guerra, com as 10 maiores bombas nucleares já detonadas no mundo, por ordem de potência e ano de teste.

10. Trinity

Trinity
Trinity: o primeiro teste atômico

Data: 16 de julho de 1945
Potência: 20 quilotons
Localização: Novo México

O primeiro teste de bomba atômica foi a explosão da bomba Trinity, realizado no Novo México. Com uma potência de 20 quilotons, a arma possuía quase a mesma força da "Fat Man", utilizada em Nagasaki.

Após a detonação, Robert Oppenheimer, diretor técnico do Projeto Manhattan, disse a frase que posteriormente ficou muito conhecida:

"Se o brilho de mil sóis explodisse imediatamente no céu, seria como o esplendor do Todo-Poderoso. Agora eu me tornei a morte, a destruidora de mundos."

9. Testes soviéticos #158 e #168

Data: 25 de agosto e 19 de setembro de 1962
Potência: 10 megatons
Localização: Novaya Zemlya, Rússia

Devido às batalhas terrestres da Segunda Guerra Mundial, os soviéticos tardaram a entrar na corrida por armas nucleares, porém, quando a guerra terminou, eles se desenvolveram muito rapidamente.

Em 1949, a União Soviética estava pronta para testar a First Lightning (RDS-1), tornando-se a segunda nação a detonar um dispositivo nuclear. Treze anos depois, novamente eles alcançaram os EUA, com o teste de duas bombas atômicas de 10 megatons de potência cada.

8. Ivy Mike

Ivy Mike
Em 1 de novembro de 1952, os EUA testaram Ivy Mike sobre as Ilhas Marshall

Data: 1 de novembro de 1952
Potência: 10,4 megatons
Localização: Ilha de Elugelab, nas Ilhas Marshall

Ivy Mike foi a primeira bomba de hidrogênio do mundo e teve um rendimento de 10,4 megatons, tornando-se 700 vezes mais forte que a primeira bomba atômica.

A detonação de Ivy Mike foi tão poderosa que dizimou seu local de detonação, a Ilha de Elugelab, que havia sido construída para o teste, deixando em seu lugar uma cratera de 50 metros de profundidade, e formando uma nuvem de cogumelo que percorreu 48 quilômetros.

As consequências e a reação da água do oceano à explosão foram tremendas. Navios a 48 quilômetros de distância identificaram corais com radiação e a vegetação nas ilhas vizinhas foi destruída.

7. Castle Romeo

Castle Romeo

Data: 27 de março de 1954
Potência: 11 megatons
Localização: Bikini Atoll, nas Ilhas Marshall

Romeo foi a segunda detonação nuclear dos Estados Unidos da série de testes "Castle", que foram realizados em 1954. Ele foi o terceiro teste mais poderoso da série e teve um rendimento de 11 megatons, gerando uma explosão que incinerou tudo dentro de um raio de 3km².

Castle Romeo foi o primeiro dispositivo a ser testado em um barco em águas abertas, visto que os EUA já não possuía muitas ilhas restantes onde pudessem testar armas nucleares. 

6. Teste soviético #123

Data: 23 de outubro de 1961
Potência: 12,65 megatons
Localização: Novaya Zemlya

Em 23 de outubro de 1961, os soviéticos realizaram o teste nuclear número 123 sobre Novaya Zemlya. A bomba teve uma força de 12,5 megatons, capaz de incinerar tudo dentro do raio de 3,47km² e gerar queimaduras de terceiro grau em uma área de 31,6 km².

5. Castle Yankee

Yankee
Yankee foi a segunda bomba mais forte da série Castle

Data: 4 de maio de 1954
Potência: 13,5 megatons
Localização: Bikini Atoll, nas Ilhas Marshall

Castle Yankee, o segundo mais forte dos testes da série Castle, foi realizado em 4 de maio de 1954, excedendo as expectativas para ele.

A previsão de seu rendimento era de 6 a 10 megatons, porém seu teste chegou à potência de 13,5, e quatro dias após a detonação, as consequências atingiram a Cidade do México, a mais de 11 mil quilômetros de distância.

4. Castle Bravo

Castle Bravo

Data: 28 de fevereiro de 1954
Potência: 15 megatons
Localização: Ilhas Marshall

Castle Bravo, detonado em 28 de fevereiro de 1954, foi o primeiro da série de testes "Castle" e a maior explosão nuclear dos EUA de todos os tempos.

Bravo foi prevista para uma explosão de 6 megatons. Em vez disso, a bomba produziu uma explosão de fissão de 15 megatons, gerando uma nuvem de cogumelo que atingiu 34 quilômetros no ar. Este erro de cálculo resultou na irradiação de aproximadamente 665 habitantes das Ilhas Marshall, e na morte de um pescador japonês que estava a 128 quilômetros de distância do local de detonação.

3. Testes soviéticos #173, #174 e #147

Data: Entre 5 de agosto e 27 de setembro de 1962
Potência: 20 megatons
Localização: Novaya Zemlya

De 5 de agosto a 27 de setembro de 1962, a URSS realizou uma série de testes nucleares sobre Novaya Zemlya. Os testes número 173, 174 e 147 se destacam como algumas das explosões nucleares mais fortes da história.

Todos os três testes produziram explosões de cerca de 20 megatons, cerca de 1.000 vezes mais potentes do que a bomba Trinity. Uma bomba dessa força incineraria tudo dentro de 4,8 km².

2. Teste Soviético #219

Data: 24 de dezembro de 1962
Potência: 24,2 megatons
Localização: Novaya Zemlya

Em 24 de dezembro de 1962, a União Soviética realizou o teste número 219, também sobre Novaya Zemlya. A bomba teve um rendimento de 24,2 megatons, capaz de incinerar tudo dentro de 5,7 km², enquanto causaria queimaduras de terceiro grau em uma área de até 3620 km². 

1. A Bomba Tsar 

Tsar bomb
Estimativa do raio de destruição da Tsar sobre Paris

Data: 30 de outubro de 1961
Potência: 50 megatons
Localização: Novaya Zemlya

Em 30 de outubro de 1961, a União Soviética detonou a maior arma nuclear já testada, gerando a maior explosão feita por humanos na história, com o dobro do tamanho da segunda maior explosão nuclear.

A explosão, 3000 vezes mais forte que a bomba usada em Hiroshima, foi capaz de quebrar janelas a 900 quilômetros de distância, e a luz de sua explosão pode ser vista a mais de 1000 quilômetros de distância.

Agora que você conhece as maiores bombas nucleares já detonadas, conheça a história e fatos sobre a bomba atômica.