Quais as maiores religiões do mundo e onde elas se concentram?


Em todo o mundo, oito em cada dez pessoas se identificam com algum grupo religioso. Para muitos desses devotos, a religião desempenha um papel fundamental na influência de todos os aspectos da vida cotidiana.

Diferentes religiões podem ser encontradas em todo o globo, embora as maiores religiões do mundo geralmente estejam em um dos dois principais subgrupos: as religiões abraâmicas (islamismo, cristianismo, judaísmo, etc.) e religiões indianas (hinduísmo, budismo, etc.). 

Religião em números

Com base no Instituto de Pesquisas Pew e em outros bancos de dados demográficos internacionais, conheça quais são as 8 maiores religiões do mundo, sua história e regiões predominantes.

8. Judaísmo (13,86 milhões de seguidores)

Judaismo

Fundador: Abraão

O judaísmo tem uma longa e célebre história, que traça seus primórdios até o século VIII AC. Esta religião monoteísta originou-se no Oriente Médio e é composta de três ramos principais: o judaísmo ortodoxo, o judaísmo conservador e o judaísmo reformista.

Embora todos estejam enraizados em um sistema de crenças comum, eles diferem em elementos relacionados à interpretação das escrituras e práticas específicas.

As sinagogas, que são presididas por um rabino, servem como centros de culto judaico e serviços religiosos. Estas também são usadas como uma forma de centro comunitário, onde os seguidores podem se reunir regularmente para socializar, celebrar, estudar a Torá e aprender sobre as Mitzvot (mandamentos da fé).

7. Sikhismo (28 milhões de seguidores)

Sikhismo

Fundador: Guru Nanak

O Sikhismo é uma religião relativamente nova, fundada no século 15 no estado de Punjab, na Índia, e baseia-se nos ensinamentos de Guru Nanak e seus dez sucessores.

O livro sagrado desta religião é "Guru Granth Sahib", escrito originalmente no idioma Gurmukhi. Os princípios centrais da fé sikh são fundamentadas em sewa e simran, que se relacionam ao serviço comunitário e à lembrança de Deus, respectivamente.

Historicamente, os sikhs desempenharam papéis importantes na política regional e foram uma influência significativa durante a Partição da Índia em 1947.

Embora a maioria dos crentes continuem residindo no norte da Índia, ao longo dos anos muitos seguidores se mudaram para outros países, como Canadá, Estados Unidos, África do Sul, Austrália e Reino Unido, entre outros.

6. Taoísmo (93 milhões de seguidores)

Taoismo

Fundador: Lao-Tze (Laozi)

O Taoísmo se originou na China cerca de dois mil anos atrás, e atualmente a maioria dos seguidores ainda vivem em países asiáticos como China, Japão, Coreia do Sul e Vietnã. 

Esta religião está associada à crença no oculto e no metafísico, e considera-se que um homem chamado Laozi foi o primeiro filósofo da religião. Ele quem escreveu o Daodejing, um texto central para a fé.

Em termos de questões políticas, os taoístas geralmente são considerados como sendo mais libertários, com preferência por governos que evitem a interferência política e a imposição de regulamentações e restrições econômicas.

A dieta desempenha um papel importante na filosofia taoísta, especialmente no que diz respeito ao bem estar físico e psicológico. Práticas como o jejum e o veganismo (abstenção de produtos animais) são encorajadas nessa crença.

5. Xintoísmo (104 milhões de seguidores)

XIntoismo

Fundador: Não possui um fundador conhecido

O xintoísmo é uma fé japonesa, e acredita-se que faça parte da vida religiosa no Japão desde o século VIII.

Os seguidores desta fé acreditam na existência de muitas divindades, e a própria palavra Shinto se traduz como “caminho dos deuses”. Estima-se que 80% dos cidadãos japoneses se dediquem ao Xintoísmo, existindo mais de 80 mil santuários no país.

Uma característica única desta religião é que os crentes não são obrigados a declarar publicamente sua lealdade à ela. Os conceitos de impureza e purificação desempenham papéis importantes no xintoísmo e seus rituais, conhecidos como Harae. Estes são realizados regularmente com o objetivo de purificar os crentes do pecado, culpa, doença e até da má sorte.

4. Budismo (500 milhões de seguidores)

Budismo

Fundador: Sidarta Gautama

O budismo foi fundado na Índia em 600 a.C. e baseia-se nos ensinamentos de Buda, também conhecido como Gautama Buddha ou Sidarta Gautama. A religião inclui dois ramos principais: o Budismo Theravada e o Budismo Mahayana.

Os principais dogmas da crença budista incluem a não-violência, a pureza moral e o comportamento ético. Essas crenças desempenham papéis importantes na vida cotidiana dos seguidores, assim como a meditação e o conceito de karma.

Atualmente, a figura mais reconhecida no mundo budista é Tenzin Gyatso, que é o 14º e atual Dalai Lama. Este ex-monge não é apenas o líder espiritual atual do Tibete, mas também um grande ativista pacifista.

3. Hinduísmo (1,1 bilhões de seguidores)

Hinduismo

Fundador: Não possui um fundador conhecido

A maioria dos hindus reside em países do sul da Ásia, como Índia, Nepal e Indonésia. Somente na nação da Índia, estima-se que 80% da população se identifique como sendo hindu.

Embora não se saiba muito sobre a fundação do hinduísmo, acredita-se que a fé tenha se desenvolvido ao longo de um período de cerca de 4.000 anos, e devido ao seu status como um antigo sistema de crença, o hinduísmo está profundamente enraizado na sociedade indiana.

Algumas práticas desta religião vem se tornando cada vez mais populares no Ocidente. Exemplos disso incluem a prática do ioga, assim como o interesse sobre o sistema de chakras do corpo (pontos de energia do corpo humano que podem ser usados para curar e melhorar a saúde, tanto espiritual quanto física).

2. Islamismo (1,8 bilhões de seguidores) 

Islamismo

Fundador: Maomé

O Islamismo foi fundado em 610 d.C. pelo profeta Muhammad (Maomé), e os seguidores da religião acreditam que este homem era o profeta final do deus único, Alá.

A fé islã acredita que as palavras de Alá tomaram forma no livro sagrado do Alcorão, que ainda serve como o texto espiritual central na fé. A lei religiosa islâmica não apenas estabelece os Cinco Pilares do Islã, mas também impõe regras e regulamentos sobre quase todos os aspectos da vida de seu seguidores.

Existem duas grandes grupos de muçulmanos: os sunitas (que compreendem 85% de todos os muçulmanos) e xiitas (15% de todos os muçulmanos). Atualmente, o Islã é a religião que mais cresce em termos de seguidores em todo o mundo, e estima-se que até 2070 ele se torne a religião com mais adeptos.

1. Cristianismo (2,3 bilhões de seguidores)

Cristianismo

Fundador: Paulo, sobre os ensinamentos de Jesus

O cristianismo começou há mais de dois mil anos e é uma fé baseada na vida e nos ensinamentos de Jesus Cristo. Essa religião começou como um pequeno subgrupo que evoluiu do judaísmo, e cresceu para se tornar a religião mais popular do mundo, com seguidores a serem encontrados em todo o planeta.

Os cristãos acreditam na existência de um único Deus que enviou seu único filho, Jesus Cristo, para salvar a humanidade do inferno. O sacrifício de Cristo na cruz, sua morte e sua ressurreição, concedeu a vida eterna e o perdão a todos aqueles que aceitam à Cristo como seu salvador pessoal.

Seu livro sagrado é chamado de Bíblia, e é composto pelo Antigo Testamento e o Novo Testamento. Existem três tipos de comunidades cristãs: Ortodoxa Oriental, Catolicismo Romano e Protestantismo. Cada uma das seções possui diferentes crenças, pregações e tradições.

Mesmo em nossa sociedade moderna, o cristianismo desempenha um papel importante e poderoso, não apenas em termos de rituais religiosos, mas também político.

E quais são as religiões com mais seguidores em cada região do mundo?

Mapa das religiões

A distribuição geográfica dos grupos religiosos varia consideravelmente, apesar da maioria dos continentes ainda ter predominância católica, como podemos ver no gráfico acima.

Já a região Ásia-Pacífico é a que possui uma maior diversidade, com um número mais próximo entre hindus (25%), muçulmanos (24%) e pessoas sem religião declarada (21%).

Estima-se que 99% dos hindus e budistas do mundo se encontrem nesta região. Três quartos das pessoas sem religião declarada também vivem na região populosa da Ásia-Pacífico. De fato, somente na China há cerca de 700 milhões de pessoas sem religião.

Apesar da região do Oriente Médio ser a única que possui uma maioria muçulmana, que chega a 93%, apenas 20% dos muçulmanos do mundo vivem nesta região.

Dos principais grupos religiosos abordados neste gráfico, os cristãos são os mais uniformemente dispersos. O cristianismo é a religião predominante na América do Norte, América do Sul, Europa e na África Subsaariana.