O que é a teoria do caos e como ela pode afetar sua vida


O caos é a ciência do imprevisível.

Enquanto a ciência tradicional lida com fenômenos que são supostamente previsíveis, como a gravidade ou as reações químicas, a Teoria do Caos trata de coisas que são impossíveis de prever ou controlar, como a turbulência e o clima.

turbulência

Mas afinal, o que é a Teoria do Caos?

Cientificamente dizendo, a Teoria do Caos é uma área da matemática que estuda como pequenas diferenças em condições iniciais, dentro de sistemas dinâmicos e complexos, podem causar resultados distintos.

Ou seja: a ideia principal da teoria do caos é que uma minúscula mudança no início de um evento pode trazer consequências totalmente desconhecidas no futuro!

Pode parecer assustador, mas a Teoria do Caos está presente em quase tudo o que nos cerca. Basta pensar em algo totalmente casual em nossas vidas para ver que essa ideia faz sentido.

Imagine que você está indo viajar, mas nesse dia, o piloto do voo que você iria pegar se atrasou por causa de um acidente no caminho.

Por consequência, o seu voo também atrasou e por isso você perdeu o check in no hotel que gostaria de ficar.

Ao ir para outro hotel, você conheceu pessoas maravilhosas que tornaram a sua viagem uma experiência totalmente diferente, e por causa de uma dessas pessoas, você conseguiu um emprego dos seus sonhos.

O acidente que atrasou o piloto lá no início do evento tinha sido causado por um parafuso que se soltou de um caminhão e furou o pneu de um carro que estava na estrada.

Nesse caso, por causa de uma pequena coisa, como um parafuso, você conheceu pessoas que mudaram o seu destino. Isso é a Teoria do Caos.

Como a Teoria do Caos foi descoberta?

Ela foi descoberta no início dos anos 60, quando Edward Lorenz, um matemático e meteorologista, estava usando um programa de computador para calcular padrões climáticos.

Ele começou inserindo dados relacionados a temperatura, umidade, pressão de ar, força e direção do vento, mas ele inseriu um desses dados com algumas casas decimais a menos.

Ele não imaginaria que eu uma mudança tão pequena no início, poderia causar resultados totalmente diferentes no final.

A alteração que parecia insignificante, como aquele parafuso do nosso exemplo, transformou completamente o padrão das massas de ar, causando um efeito totalmente inesperado.

Com base nessas observações, ele formulou equações que mostravam o que ficou conhecido como o Efeito Borboleta.

Para Edward Lorenz, era como se o bater das asas de uma borboleta pudesse gerar um tornado no outro canto do mundo.

Parece coisa de maluco, mas a  Teoria do Caos é uma ciência que prevê o comportamento de sistemas “imprevisíveis".

É um conjunto de ferramentas matemáticas que nos permite extrair estruturas ordenadas de um mar de caos. Apesar do seu nome, a Teoria do Caos, é qualquer coisa menos caótica.

Essa teoria é rigorosamente matemática.

Ela ajudou a explicar a ordem oculta que está ligada a vários sistemas que eram aparentemente aleatórios, como ataques epilépticos, o ritmo dos batimentos cardíacos, as mudanças climáticas e até a bolsa de valores.

Os princípios do Caos

O efeito borboleta

Tornado

O simples bater de asas de uma borboleta no Brasil, poderia causar um furacão nos Estados Unidos.

Pode levar muito tempo, mas a conexão é real.

Se a borboleta não tivesse batido suas asas exatamente no ponto certo no espaço / tempo, o furacão não teria acontecido.

Uma maneira mais rigorosa de expressar isso é que pequenas mudanças nas condições iniciais levam a mudanças drásticas nos resultados.

Imprevisibilidade

Porque nunca poderemos conhecer todas as condições iniciais de um sistema complexo em detalhes suficientes.

Não podemos esperar prever o destino final de um sistema complexo. Pequenos erros na medição do estado de um sistema serão amplificados drasticamente no final, o que torna qualquer predição inútil. 

Ordem e desordem

Caos não é simplesmente desordem. O Caos explora as transições entre ordem e desordem, que muitas vezes ocorrem de maneiras surpreendentes.

Mistura

Dois pontos adjacentes em um sistema complexo podem acabar em posições muito diferentes após algum tempo decorrido.

Como por exemplo, duas moléculas de água vizinhas podem acabar em diferentes partes do oceano ou mesmo em diferentes oceanos.


Fractal

fractal
Os fractais são comuns na natureza

Os fractais são padrões infinitamente complexos que são similares em diferentes escalas.

Eles são criados repetindo um processo simples em um loop contínuo. Os fractais são imagens de sistemas dinâmicos, e eles nos são extremamente familiares, já que a natureza está cheia de fractals, como por exemplo, as árvores, nuvens, conchas marinhas, furacões, etc.