Como a Segunda Guerra Mundial ajudou no desenvolvimento do Brasil?


Apesar de não aparecer entre os grandes nomes da Segunda Guerra Mundial, como os Estados Unidos, a União Soviética e a Alemanha, o Brasil teve um grande participação na guerra.

Além de ser uma peça importante na vitória dos países Aliados, sua participação rendeu grandes frutos para o desenvolvimento do Brasil.

Mas porque o Brasil entrou na Segunda Guerra Mundial?

Durante o início da Segunda Guerra Mundial, o Brasil, que era governado pela ditadura de Getúlio Vargas, se mantinha imparcial. Porém, em 1942, algumas embarcações brasileiras foram atacadas e naufragadas por submarinos alemães, no Oceano Atlântico. Isso fez com o Brasil declarasse guerra aos países do Eixo.

Jornal noticiando ataque
Jornal noticiando ataque ao navio brasileiro

O Brasil então se incorporou aos países Aliados, liderados pelos Estados Unidos da América, pela União Soviética e pela Inglaterra, contra a Alemanha, o Japão e a Itália.

Em janeiro de 1943, o então presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, veio ao Brasil se reunir com Getúlio Vargas, e no mesmo ano foi criada a Força Expedicionária Brasileira (FEB), um grupo militar que iria atuar na 2ª Guerra Mundial.

Em julho de 1944, 25 mil homens da Força Expedicionária Brasileira (FEB) foram enviados à Itália, que era ocupada pelas forças nazistas. Além de 42 pilotos e de 400 homens da Força Aérea Brasileira (FAB).

Além do envio de seus homens, o Brasil forneceu matérias-primas para os países Aliados, e também cedeu algumas de suas bases militares navais e aéreas, que foram usadas como local de abastecimento para aviões americanos.

Brasil na segunda guerra

E a cobra fumou!

A entrada do Brasil na guerra foi importante para a mudança da mentalidade dos próprios brasileiros sobre o seu país.

Antes, muitos não acreditavam na capacidade do Brasil, e diziam que “seria mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra”.

O esforço realizado pelo país para preparar a defesa brasileira contra os submarinos do Eixo e enviar uma força expedicionária à Itália, superando os problemas internos e externos, provou que o Brasil era mais do que capaz de entrar na guerra.

Por isso, a Força Expedicionária Brasileira que foi enviada à Itália, adotou a expressão “a cobra vai fumar” como seu lema, e até mesmo seu brasão era inspirado na frase. 

Insignia Brasileira
Insignia utilizada pela FEB

As perdas e ganhos do Brasil com a Segunda Guerra Mundial

Apesar da vitória dos Aliados, o Brasil sofreu uma perda de 1.889 soldados e marinheiros, 31 navios mercantes, 3 navios de guerra e 22 aviões de combate, durante a Segunda Guerra Mundial.

Além disso, a Guerra Fria que veio a seguir e elevou os EUA ao topo do mundo, fez com que o Brasil se sentisse excluído e explorado, pois raramente era lembrado pelos americanos pela sua contribuição. Esses fatores motivaram a rejeição do Brasil à novas operações militares no exterior, como na guerra do Vietnã.

Porém, apesar da participação brasileira ser quase desconhecida por muitos países, ela foi responsável por várias transformações no Brasil e seu desenvolvimento econômico, político e militar.

Após a guerra, o Brasil tornou-se o país mais poderoso e rico da América do Sul, e devido a essa participação, ele tornou-se também um ator global, sendo um dos apoiadores na criação das Nações Unidas.

As operações conjuntas estabeleceram novos padrões para a educação e treinamento militar, e os ensinamentos que os veteranos de guerra trouxeram de suas experiências no exterior começaram um processo de modernização da mentalidade do país.

O país também saiu da guerra com as forças armadas modernizadas, graças aos equipamentos concedidos pelos Estados Unidos, cerca de 70% do que foi utilizado pelas forças brasileiras. Além disso, as bases aéreas e navais de guerra foram transformadas em aeródromos civis e instalações portuárias.

Por isso, pode não importar tanto se o resto do mundo sabe o que o Brasil fez na Segunda Guerra Mundial, pois, o próprio país sabe que hoje não seria o mesmo sem essa participação.