Netuno: fatos e curiosidades sobre esse gigante de gelo


Netuno é o oitavo planeta em relação ao Sol e foi o primeiro a ter sua existência prevista por cálculos matemáticos, antes de ser visto através de um telescópio em 23 de setembro de 1846.

Por ele ser o planeta mais distante do nosso Sol, e poucas missões exploratórias se aventuraram tão longe no nosso Sistema Solar, ainda há muita coisa que não sabemos sobre Netuno. Mas as informações que temos mostram o quanto este gigante gasoso é fascinante.

O perfil do planeta Netuno

  • Diâmetro Equatorial: 49,528 km;
  • Diâmetro Polar: 48,682 km;
  • Massa: 1,02 × 10 ^ 26 kg (17 vezes maior que a Terra);
  • Luas: 14;
  • Anéis: 5;
  • Distância Orbital: 4.498.396.441 km (30.10 AU);
  • Duração do dia: 16 horas;
  • Duração do ano: 165 anos terrestres;
  • Temperatura média: -214 °C;
  • Data de Descoberta: 23 de setembro de 1846;
  • Descoberto Por: Urbain Le Verrier & Johann Galle.

Netuno tem os ventos mais fortes do Sistema Solar

Ventos Netuno

Você acha que um furacão é assustador? Imagine um furacão com ventos que chegam à 2.100 km/h! Para você ter uma ideia, os ventos mais rápidos na Terra apenas chegam à 400 km/h.

Os cientistas ainda se perguntam como um planeta frio e gelado como Netuno consegue ter ventos tão rápidos. Uma ideia é que as temperaturas frias e o fluxo de gases fluidos em sua atmosfera fazem com que seja fácil gerar ventos que se movam tão rapidamente.

A gravidade da superfície de Netuno é quase semelhante à da Terra

Netuno é uma bola de gás e gelo, e apesar do seu núcleo rochoso, não há como você ficar em sua superfície sem se afundar.

No entanto, se você pudesse ficar na superfície de Netuno, você notaria que a força da gravidade iria te puxar baixo quase do mesmo modo que a força que sentimos aqui na Terra. Isso porque a gravidade de Netuno é apenas 17% mais forte que a gravidade do nosso planeta!

Apesar de Netuno ter 17 vezes a massa da Terra, e ser quase 4 vezes maior, ele é o planeta que possui a gravidade mais próxima da nossa em todo o Sistema Solar.

Netuno é o menor dos gigantes gasosos

planetas gasosos

Com um raio equatorial de apenas 24.764 km, Netuno é menor que todos os gigantes gasosos do Sistema Solar.  Apesar disso, ele é mais massivo do que Urano em cerca de 18%, e o planeta gasoso mais denso do nosso sistema. 

Netuno é também o planeta mais frio do Sistema Solar

No topo de suas nuvens, as temperaturas podem chegar até -221,45 graus Celsius.

Isso é quase três vezes a temperatura mais fria já registrada aqui na Terra, de -89,2 °C, o que significa que um ser humano desprotegido congelaria em um segundo!

O azul de Netuno

Netuno

Netuno tem uma atmosfera incrivelmente espessa composta de 74% de hidrogênio, 25% de hélio e aproximadamente 1% de metano.

Essas partículas de metano gelado, junto com gases menores presentes nas extremidades da atmosfera que dão à Netuno a sua cor azul, que fez com que ele recebesse o nome do deus romano do mar. Essas características azuis e brancas de Netuno também ajudam a distingui-lo de Urano.

Veja como os outros planetas do Sistema Solar receberam seus nomes.

Um dia curto, mas um longo ano

Netuno leva cerca de 16 horas para girar uma vez em seu próprio eixo, completando um dia netuniano. Porém, ele demora cerca de 165 anos terrestres para orbitar o sol.

Em 11 de julho de 2011, Netuno completou sua primeira órbita completa desde sua descoberta em 1846.

Netuno possui 14 luas descobertas

Tritão

A maior lua netuniana, Tritão, foi descoberta apenas 17 dias após a descoberta do próprio Netuno. Ele é um corpo congelado que expele partículas de gelo e poeira de nitrogênio de sua superfície, e acredita-se que seja o lugar mais frio que conhecemos até hoje em nosso Sistema Solar.

Além dele, Netuno tem outras 13 luas, que receberam seus nomes em homenagens à deuses do mar e ninfas da mitologia grega.

Netuno provavelmente capturou sua maior lua

A maior lua de Netuno, Tritão, não se formou como as outras luas, e sim foi capturada por sua gravidade. E sua rotação síncrona com Netuno está lentamente a levando em encontro com o planeta.

Acredita-se que em algum momento, daqui a bilhões de anos, Tritão provavelmente será dilacerado pelas forças gravitacionais de Netuno, se tornando mas um anel ao redor do planeta.

Quem realmente descobriu Netuno?

A primeira pessoa que viu Netuno foi Galileu, que o marcou como uma estrela em um de seus desenhos. No entanto, como ele não o identificou como um planeta, Galileu não recebeu os créditos por sua descoberta.

Apenas em 1781, logo após a descoberta do planeta Urano, que surgiu uma pista sobre esse novo planeta, quando os cientistas notaram que havia flutuações inesperadas na órbita de Urano. Para resolver esse mistério, eles propuseram a existência de um outro planeta, cujo campo gravitacional explicaria essas variações orbitais.

Em 1845, o astrônomo inglês John Couch Adams realizou seus cálculos quanto à posição deste planeta desconhecido. Mas embora ele tenha submetido suas descobertas à Royal Society, seu trabalho não foi recebido com muito interesse.

No entanto, um ano depois, o astrônomo francês Jean Joseph Le Verrier chegou à conclusões muito semelhantes as de Adams. Como as estimativas de ambos estavam tão próximas, a comunidade científica começou sua busca pelo planeta na região do céu que Adams e Le Verrier previram.

Então, em 23 de setembro de 1846, o astrônomo alemão Johann Gall observou o novo planeta, perto de onde os cálculos de Adam e Le Verrier haviam previsto.

Netuno também tem anéis

anéis netuno

Quando as pessoas pensam em sistemas de anéis, geralmente logo pensamos em Saturno. Mas você sabia que Netuno também tem anéis?

No total, Netuno tem cinco anéis, e todos foram nomeados em homenagem aos astrônomos que fizeram importantes descobertas sobre Netuno: Galle, Le Verrier, Lassell, Arago e Adams.

Infelizmente, é bastante difícil observá-los, se comparados com os anéis brilhantes de Saturno. E é por isso que esse planeta não é muito conhecido por essa característica.

Netuno foi visitado de perto apenas uma vez

Voyager 2

A única espaçonave que já visitou Netuno foi a Voyager 2, da NASA, que visitou o planeta durante sua grande volta pelo Sistema Solar. A Voyager 2 fez seu sobrevoo em Netuno em 25 de agosto de 1989, passando a 3.000 km do polo norte do planeta. Esta foi a abordagem mais próxima de qualquer objeto que a Voyager 2 fez desde que foi lançada.

Durante o sobrevoo, a Voyager 2 estudou a atmosfera de Netuno, seus anéis, a magnetosfera e também realizou um sobrevoo em Tritão.

A grande mancha escura de Netuno

Tempestade em Netuno

Grandes tempestades atravessam pela atmosfera de Netuno, com ventos solares de alta velocidade que percorrem o planeta. A maior tempestade foi a Grande Mancha Escura em 1989, que durou cerca de cinco anos.

Essa Grande Mancha Escura foi descoberta pela primeira vez em 1989 pela sonda Voyager 2. Ela era um sistema de tempestade rotativa do tamanho da Terra, com ventos de até 2.100 quilômetros por hora - os ventos mais fortes registrados em qualquer planeta. 

Dados da sonda Voyager 2 também mostraram que a Grande Mancha Escura variou significativamente em tamanho durante a sua passagem pelo planeta. Quando Netuno foi vista pelo telescópio espacial Hubble em 1994, a Grande Mancha Escura havia desaparecido, embora uma mancha escura diferente tenha aparecido no hemisfério norte de Netuno, com um tamanho parecido com o da nossa lua.

E então, o que você achou sobre esse incrível gigante de gelo?