Saturno: 10 fatos e curiosidades para você conhecer melhor esse planeta


Saturno é o sexto planeta do Sol e segundo maior planeta do Sistema Solar em termos de diâmetro e massa. Porém, esse planeta sempre chamou a atenção dos astrônomos pelo seu fabuloso sistema de anéis, que foi observado pela primeira vez em 1610 pelo astrônomo Galileo Galilei.

Mas o que mais sabemos sobre esse gigante gasoso? Veja 10 fatos para você conhecer melhor esse planeta.

1. O perfil do planeta Saturno em números

  • Diâmetro: 116 464 km, nove vezes o tamanho da Terra;
  • Massa:  5,683 × 10^26 kg;
  • Luas: 62;
  • Anéis: 30;
  • Distância do sol: 1.429.400.000 km;
  • Duração do ano (período orbital): 29 anos;
  • Duração do dia: 10h 42m;
  • Temperatura média da superfície: -178 graus Celsius;
  • Temperatura média do interior: Até 11.700 °C.

2. Saturno poderia flutuar no oceano

Densidade de Saturno

Saturno é feito principalmente de hidrogênio, e é o planeta menos denso no Sistema Solar, com uma densidade de 0.687 gramas por centímetro cúbico.

Apenas para comparação, a água possui 1 grama por centímetro cúbico, ou seja, se você colocasse esse planeta em um oceano grande o suficiente, ele iria boiar como uma bola de isopor.

Em compensação, quando falamos de massa, Saturno e Júpiter juntos representam 92% de toda a massa planetária no sistema solar.

3. Saturno gira tão rápido que ficou achatado

Saturno formato

Saturno gira tão rapidamente em seu eixo que o planeta se tornou achatado. Enquanto a distância do centro aos polos é de 54.000 km, a distância do centro ao equador é de 60.300 km. Em outras palavras, os locais no equador estão aproximadamente a 6,300 km mais distantes do centro do que os polos. 

O mesmo fenômeno ocorre aqui na Terra, onde os pontos no equador estão mais distantes do centro do planeta, porém em Saturno essa diferença é muito mais extrema.

4. Os primeiros astrônomos pensaram que seus anéis eram luas

Anéis de Saturno

Quando Galileu avistou Saturno em 1610 em seu telescópio rudimentar, ele pode ver seus anéis. Porém, como não sabia exatamente o que estava olhando, ele achou que os anéis seriam duas grandes luas que ficavam do lado de Saturno.

Essa ideia perdurou até 1655 quando o astrônomo holandês Christian Huygens usou um telescópio mais preciso para observar o planeta. Então ele conseguiu perceber que as luas de ambos os lados de Saturno eram na verdade anéis. 

Esses anéis são feitos principalmente de pedaços de gelo e pequenas quantidades de poeira. Eles se estendem por mais de 120.700 km do planeta, mas são incrivelmente finos, com apenas 20 metros de espessura.

5. Os anéis de Saturno parecem desaparecer em alguns momentos

Bem, eles não desaparecem, mas por alguns momentos eles parecem não estar mais lá.

Isso acontece pois o eixo de Saturno está inclinado, assim como a Terra. Do nosso ponto de vista, para Saturno dar uma volta em torno do Sol leva em média 30 anos. Durante esse trajeto, às vezes os anéis estão totalmente abertos, e nós podemos os ver com clareza. Porém, outras vezes nós vemos apenas as borda dos anéis, parecendo que eles desapareceram.

Isso aconteceu em 2008 e 2009 e acontecerá novamente em 2024 e 2025.

6. Você pode ver Saturno com seus próprios olhos

Saturno no céu

Olhando da Terra, Saturno é um dos 5 planetas visíveis a olho nu. Então, se Saturno estiver no céu à noite, você pode sair e vê-lo.

Claro, para ver os anéis você teria que olhar por meio de um telescópio, mas você pode surpreender seus amigos apontando para aquela estrela brilhante no céu e informá-los de que estão olhando para Saturno.

7. Saturno tem 62 luas, e uma delas talvez possa abrigar vida

Luas de Saturno

Saturno é segundo planeta com mais luas, perdendo apenas para Júpiter, que possui 67. Algumas das luas de Saturno são gigantes, como Titã, a segunda maior lua do Sistema Solar. Porém, a maioria é pequena, com apenas alguns quilômetros de diâmetro, e que não possuem nem nomes oficiais.

E apesar de Saturno ser um planeta muito hostil para sustentar vida, não podemos dizer o mesmo de uma de suas luas, a Encélado.

Recentemente, a sonda Cassini da NASA descobriu geysers de gelo saindo do polo sul de Enceladus. Isto significa que algum processo mantém a lua quente o suficiente para que a água possa permanecer em estado líquido sob a superfície. E onde quer que encontremos água líquida, há uma chance de encontrar vida.

8. A duração de um dia em Saturno era um mistério até recentemente

Determinar a velocidade de rotação de Saturno era realmente muito difícil de fazer, porque o planeta não tem uma superfície sólida. Ao contrário dos planetas sólidos, você não pode simplesmente observar quanto tempo leva para uma cratera específica girar e voltar a aparecer para nós. Então, os astrônomos precisaram encontrar uma solução inteligente: o campo magnético.

Para determinar a velocidade de rotação de Saturno, os astrônomos tiveram que medir a rotação do campo magnético do planeta.

Em uma primeira medição, Saturno levou 10 horas e 14 minutos para completar sua órbita, mas quando Cassini se aproximou de Saturno, ele registrou a rotação de 10 horas e 45 minutos. Os astrônomos agora concordam com uma média de 10 horas, 32 minutos e 35 segundos.

Esse planeta tem o segundo dia mais curto de qualquer dos planetas do sistema solar.

9. Saturno foi visitado por apenas 4 espaçonaves

Cassini

Apenas 4 espaçonaves enviadas da Terra já visitaram Saturno, e três delas foram apenas breves voos. O primeiro foi a Pioneer 11, em 1979, que voou a 20.000 km de Saturno.

Em seguida, veio a Voyager 1 em 1980 e a Voyager 2 em 1981. Porém, a Cassini em 2004,  foi a primeira espaçonave que realmente entrou em órbita em torno de Saturno e capturou fotografias do planeta, seus anéis e luas.

10. Saturno leva o nome do pai de Júpiter

Cronos

Na mitologia romana, Saturno era o pai de Júpiter, rei dos deuses. E se tratando dos planetas, Saturno e Júpiter são semelhantes em muitos aspectos, incluindo tamanho e composição. Isso favoreceu que tal nome fosse escolhido. 

Saturno também era o deus do tempo para os romanos, e o fato desse planeta ser o que tem o período orbital mais lento também favoreceu a escolha desse nome. 

Agora que já conhece esses fatos sobre Saturno, veja as últimas descobertas feitas pela nave Cassini sobre esse planeta.