10 pratos da comida mexicana que você deveria provar


Quando pensamos em comida mexicana logo lembramos de churros, tacos, burritos ou guacamole, mas a culinária mexicana é muito mais que isso.

A comida mexicana surgiu de uma mistura de influências espanholas, astecas, maias e americanas, que garantem aos seus pratos uma grande diversidade de cores e sabores. Na verdade, é a única cozinha que foi nomeada como parte do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

Conheça então 10 pratos mexicanos que provavelmente você não conhece, mas que deveria provar!

1. Chiles en nogada

Chiles en nogada

O chiles en nogada é um prato originário da região de Puebla, no centro do México, que consiste em uma pimenta poblano recheada com uma mistura de carne, frutas e especiarias, chamada de picadillo. Essa pimenta é coberta com um molho de nozes chamado "nogada". Por fim, são salpicadas sementes de romã sobre o prato.

Este é um dos pratos mais patrióticos do país, pois suas cores representam a bandeira mexicana! O vermelho vem das sementes de romã, o branco da nogada e o verde da pimenta poblano, fazendo com o prato seja uma fonte de orgulho nacional e regional.

Este prato é tradicionalmente consumido nos meses de agosto e setembro, quando está na época de romãs no México. Também é tradicional do Dia da Independência do México, em 16 de setembro.

2. Pozole

Pozole

Pozole é um prato pré-hispânico que consiste em um caldo picante com milho e carne de porco ou frango. O milho era uma planta sagrada para os astecas e, portanto, o pozole era consumido como um prato ritual ou comemorativo.

Diz a lenda que a carne original usada no pozole era de humanos. Supostamente eles usavam os corpos de prisioneiros depois que suas cabeças eram arrancadas como sacrifício. Quando os conquistadores espanhóis proibiram o canibalismo, a carne de porco passou a ser a substituta pois tinha gosto semelhante.

Existem três tipos de pozole, o rojo (vermelho), o blanco (branco) e o verde, e como em qualquer prato nacional, existem variações regionais e familiares.

O pozole rojo geralmente é feito com pimenta ancho e guajillo, o verde é feito com tomates verdes e pimenta serrano. Já o blanco é feito com pimenta ancho sem sementes e muitas vezes leva frango em vez de carne de porco.

3. Chilaquiles

Chilaquiles

Chilaquiles é um prato popular de café da manhã no México. O prato consiste em tortilhas de milho que são fritas, depois cozidas em molho verde ou vermelho e polvilhadas com queijo.

É frequentemente servido com feijão frito (frijoles), ovos e às vezes com guacamole, carne desfiada ou frango. Esse prato é facilmente encontrado no México e é um famoso cura ressaca!

4. Mole poblano

Mole Poblano

Muitas vezes chamado de prato nacional do México, o mole poblano é provavelmente a variedade mais conhecida de mole, que é um nome genérico para vários molhos usados na culinária mexicana.

Mole poblano é um molho escuro e espesso feito com pelo menos 20 ingredientes, incluindo pimenta e chocolate, o que lhe dá uma fantástica variedade de sabores. Assim como o pozole, esse prato é guardado para ocasiões especiais, como casamentos e aniversários. Ele também é comido no Natal, onde é servido sobre bolos de camarão.

5. Pambazo

Pambazo

Esse é um exemplo icônico da comida de rua da Cidade do México. Os pambazos são pães brancos recheados com batata e chouriço, depois mergulhados em um molho quente de pimenta vermelha, o que dá ao pão sua famosa coloração.

Em seguida, ele é frito até ficar crocante e depois coberto com alface, salsa, queijo ou creme azedo. Você também pode encontrar mini versões conhecidas como pambacitos.

6. Tamales

Tamales

Tamales são feitos de masa, uma massa feita de milho e gordura, que depois é cozido no vapor envolto de folhas de bananeira ou de milho. Eles podem ser recheados com uma variedade de carnes ou vegetais. Você também pode encontrar sua versão doce, cheio de frutas e muitas vezes colorido com corante rosa.

Este prato remonta às culturas asteca e maia. Os astecas costumavam rechear seus tamales com peru, coelho e até mesmo flamingo. Já os recheios tradicionais dos dias de hoje são carne de porco e frango, mas também podem ser recheados com feijões ou vegetais, como cogumelos, pimentão ou abobrinha.

7. Cochinita Pibil

Cochinita

Este prato é uma fusão de técnicas e sabores tradicionais maias com novos ingredientes trazidos pelos conquistadores espanhóis, como a carne de porco, frutas cítricas e especiarias.

Cochinita significa leitão, e a palavra pibil significa subterrânea, na linguagem maia. O nome se refere ao método tradicional de cozinhar, que consiste em embrulhar a carne de porco em folhas de bananeira, colocá-la em um forno subterrâneo, cobrindo-a com terra e deixando-a assar lentamente por toda a noite.

A carne é marinada em suco de laranja e temperada com sementes da árvore do achiote, que lhe dá uma cor laranja escura e adiciona sabores de noz e pimenta. O resultado é carne de porco tenra, suculenta e saborosa.

8. Esquites

Esquites

Os esquites são saladas feitas com grãos de milho cozidos, arrancados da espiga e misturados com pimenta em pó, creme, queijo e, às vezes, maionese. Eles são uma variação dos elotes, a mais conhecida comida de rua da Cidade do México, que são  espigas de milho vendidas nas ruas da capital.

9. Aguachile

Aguachile

Aguachile é um prato mexicano da costa do Pacífico, feito com camarão marinado em suco de limão, pimenta e sal marinho. Embora o camarão seja o crustáceo tradicional usado em Aguachile, os chefes de cozinha estão experimentando diferentes tipos de peixe cru nessa receita.

10. E por que não... Chapulines?

Chapulines

Embora essas criaturas possam assustar algumas pessoas, os chapulines (gafanhotos) são um lanche popular no estado de Oaxaca. Eles são torrados e cobertos com sal de gusano, um sal misturado com pimenta e vermes em pó.

Nos mercados centrais da cidade de Oaxaca, os vendedores ficam cercados por pilhas de chapulines de diversos tamanhos. Os pequenos costumam ser polvilhados em cima de guacamole ou outros pratos. Eles também podem ser servidos como aperitivo, ou colocados em tacos e quesadillas.

Se você conseguir superar o medo de comer insetos, essas criaturas podem adicionar um sabor diferente em muitos pratos. E se você precisar de mais incentivo, eles são ricos em proteína e baixo teor de gordura, então eles também são saudáveis.

E aí, ficou interessado em comer alguns desses pratos?