Foie Gras: Como é feita essa iguaria e porque é tão polêmica?


Foie gras, que significa “fígado gordo”, é uma iguaria típica da França, mas que gera polêmica em todo o mundo devido ao seu método de produção, que envolve a hipertrofia do órgão de ganso ou pato. Apesar disso, este ingrediente está na lista dos 10 mais caros do mundo, custando cerca de 300 reais o quilo.

A Origem do Foie Gras

foie gras
Iguaria pode chegar a custar 300 reais por quilo

Muitas pessoas associam o Foie Gras, ou fuagrá, com a cozinha francesa, afinal, hoje a França é o maior produtor e consumidor dessa iguaria. No entanto, há registros de que o foie gras já era consumido em 2500 a.C. pelos antigos egípcios, que engordavam as aves através da alimentação forçada.

Esta prática rapidamente se espalhou pela Europa, sendo em primeiro lugar adotada pelo gregos e depois pelos romanos.

Posteriormente, os fazendeiros franceses descobriram que o fígado de pato gordo também era muito delicioso, e possuía mais atrativos. Afinal, os patos costumam colocar mais ovos do que os gansos, são mais fáceis de engordar e podem ser abatidos antes.

Por essa facilidade, o foie gras feito com fígado de pato (foie gras de canard) é significativamente menos caro do que o feito com fígado de ganso (foie gras d'oie).

E como essa iguaria é feita?

O foie gras é uma iguaria de luxo em alguns lugares e um produto ilegal em outros, por seu modo polêmico de produção.

Os patos e os gansos que são usados para o foie gras são preparados por meio de uma alimentação forçada, duas a três vezes por dia, usando um cano inserido na garganta. Essa alimentação faz com que o fígado do animal inche e aumente em até 50% seu nível de gordura.

Este processo é conhecido como "gavage", e é feito por cerca de 12 a 15 dias, antes do abate do animal.

A luta contra o foie gras

Atualmente o foie gras é proibido em 22 países, incluindo a Alemanha, Dinamarca, Noruega, Índia e Austrália. Nesses países, a produção foi vista como ilegal por considerarem uma crueldade essa alimentação forçada das aves. Alguns deles também proibiram a importação e o consumo do produto.

Em São Paulo, a produção dessa iguaria havia sido proibida em 2015, porém essa decisão não durou muito. Em pouco tempo o Tribunal de Justiça de São Paulo permitiu novamente a produção e a comercialização do foie gras.

Apesar de toda a luta dos ativistas na defesa desses animais, muitas pessoas não abrem mão dessa iguaria, que apesar de cara e polêmica, conquistou o paladar de várias pessoas.

Veja também:

Por que a trufa (fungo) é um dos ingredientes mais caros do mundo?