História e aventuras do fantástico Perseu


Perseu foi um guerreiro mitológico grego. Um semideus conhecido por ter derrotado a górgona Medusa, que transformava qualquer um que a olhasse em pedra. Além de ser o fundador da cidade-estado de Micenas, tendo sido ancestral dos imperadores da Pérsia. Como um semideus, Perseu era filho de Zeus com uma mortal, Dânae, filha do rei Acrísio, de Argos.

O nascimento de Perseu

arca

Acrísio ao consultar um oráculo quanto à sua descendência, descobriu que seria morto pelo seu neto. Sendo assim, mandou aprisionar sua filha em um porão feito de bronze, para que ela jamais conhecesse homem algum e não gerasse filhos. Mesmo assim, Zeus, em forma de uma chuva de ouro, conseguiu penetrar na câmara subterrânea e fez com que Dânae ficasse grávida de Perseu.

Dânae tentou esconder sua gravidez, mas após o nascimento de Perseu, seu avô descobriu o bebê após ouvir os choros da criança. Temendo pela profecia, Acrísio mandou colocar sua filha e neto dentro de uma arca de madeira para que fossem jogados ao mar. A arca conseguiu chegar até a ilha de Séfiro, onde foi recolhida por pescadores que salvaram Perseu e Dânae.

As aventuras de Perseu

armas

Perseu cresceu e se tornou um grande e forte guerreiro, mas o rei de Séfiro, Polidécto temia que um dia Perseu pudesse usurpar o seu trono, então criou um torneio onde alguns homens deveriam tentar matar a górgona Medusa. Perseu, com seu ímpeto aventureiro, aceitou o desafio do rei prontamente.

Ao partir para a aventura, onde enfrentaria a deusa das górgonas, Perseu recebeu três presentes. Um elmo que o deixava invisível, dado por Hades, um par de sandálias que o fazia voar, dado por Hermes, e de Atenas, recebeu um escudo tão bem polido, que podia ver seu reflexo nele.

Perseu enfrenta Medusa

med

Medusa era uma bela donzela, sacerdotisa do templo de Atena, mas ao se deitar com Poseidon, Atena teria amaldiçoado-a, transformando seus lindos cabelos em serpentes, todos que a olhassem seriam transformados em pedra.

Ao entrar na caverna onde vivia Medusa, Perseu a enfrentou utilizando seu escudo para não ter que olhar diretamente para ela, então arrancou-lhe a cabeça com a sua espada. Outras górgonas, irmãs de Medusa, vieram atrás dele, que ao vestir o elmo recebido de Hades, conseguiu ficar invisível para poder fugir da caverna.

Ao matar Medusa, a mitologia conta que de dentro do seu ventre são libertados o cavalo alado Pégaso e o gigante Crisaor.

A viagem de volta

atlas

Perseu em sua viagem de retorno para casa, passa pelo país das hespérides, onde ficava o titã Atlas, que foi condenado a segurar a abóbada celeste em seus ombros. Cansado pela viagem, Perseu pediu a Atlas se poderia descansar ali naquele dia. O Titã não acreditou em Perseu, quando este conta que derrotou a rainha das górgonas, Medusa. Perseu mostra a cabeça de Medusa ao titã que ao olhar para os olhos da górgona, começa a ter todo seu corpo petrificado se transformando numa grande montanha.

O casamento com Andrômeda

chain

Continuando sua viagem de retorno para casa, Perseu passa por uma ilha onde encontra uma bela mulher acorrentada a beira do mar. Perseu pergunta a ela o motivo de estar acorrentada, a moça então diz se chamar Andrômeda, filha de Cassiopeia e que foram castigadas por Poseidon que mandou um monstro marinho destruir a cidade pelo fato de se compararem à beleza das filhas dele. Perseu diz que salvará a moça, se ela prometer casar-se com ele.

Em seguida o monstro surge das águas, Perseu luta contra o monstro, aproveitando sua vantagem de voar, e consegue vencer a difícil batalha. Os pais de Andrômeda, agradecidos, concedem sua filha a Perseu, que volta para casa com a nova esposa.

Cumprimento da profecia

pedra

Ao chegar finalmente em casa, Perseu descobre que há uma grande confusão e que Polidecto, e seus seguidores, vão atrás de Dânae, mãe de Perseu, para violentá-la. Perseu convoca seus amigos para lutarem por ele contra o rei. Então ele se lembra de Atlas quando este fixou seus olhos no petrificante olhar da górgona Medusa e diz: "Aqueles que forem meus amigos, fechem seus olhos". Então todos que estavam contra Perseu ficaram imediatamente petrificados. Perseu levou o corpo petrificado de Polidecto para sua casa para sempre se lembrar de sua covardia contra sua mãe.

Conforme a profecia, Perseu acabou matando seu avô durante uma competição de arremesso de discos. Fazendo um lançamento desastroso, acertou acidentalmente seu avô sem saber que ele estava ali. Assim, cumpriu-se a profecia que Acrísio mais temia. Apesar disso, recusou governar Argos, preferindo governar Tirinto e fundando Micenas, se tornando então o ancestral dos persas.