Tudo sobre o lendário Aquiles


Quando se trata de heróis mitológicos, o primeiro nome que surge como maior guerreiro entre os helênicos é o de Aquiles.

A Origem do Herói

Aquiles já possuía uma longa história mesmo antes de nascer. Ele era filho de Peleu, rei dos mirmidões, com uma ninfa, chamada Tétis.

Uma profecia grega dizia que, um dos filhos de Tétis teria mais importância e grandeza que o seu próprio pai. O que fez com que Zeus e Poseidon, que disputavam a posse da ninfa, desistissem dela, obrigando-a a casar-se com Peleu.

Tétis temia que Aquiles, assim como seus outros irmãos, morresse precocemente. Então, ela o levou até o Hades (mundo inferior), para que o banhasse nas águas do rio Estige, onde Aquiles se tornaria imortal.

Ao afundá-lo nas águas do rio mágico, Tétis o segurou pelo calcanhar, o que fez com que esta parte do seu corpo não fosse coberta pela proteção das águas do rio, tornando-o vulnerável.

Aquiles mergulhado no Estige

Aquiles no momento em que foi mergulhado por sua mãe no Estige

Até hoje utilizamos a expressão "calcanhar de Aquiles" quando nos referimos ao ponto fraco de alguém. Até mesmo em anatomia, é citado o "tendão de Aquiles", quando nos referimos ao tendão calcâneo, que liga o osso do calcanhar à musculatura na parte posterior das pernas.

A História

Aquiles possuía exagerada beleza de rosto e de corpo e tinha cabelos dourados.

Ele foi entregue por seu pai a um centauro chamado Quíron, que o educou durante sua infância em artes, música, medicina e nas virtudes. Assim ele se tornou um grande guerreiro e adestrador de cavalos.

Aquiles e Quíron

Aquiles e Quíron, o seu tutor centauro

Na sua adolescência, seu pai o levou para o sábio Fénix, que também ensinava a Pátroclo, que se tornou o maior amigo de Aquiles.

Mais tarde, surgiu uma profecia que dizia que a vitória sobre Troia só viria se Aquiles estivesse lutando junto aos gregos. 

Então sua mãe o enviou para a ilha de Ciros, onde reinava Licomedes. Lá, disfarçado de mulher para que não fosse para a guerra, Aquiles foi educado junto às filhas do rei.

Ao descobrirem esta profecia, os gregos enviaram Odisseu à corte de Licomedes para encontrar Aquiles. Odisseu se disfarçou de Mercador e ao perceber o interesse de uma das mulheres por uma das armas que trazia, ele logo descobriu o disfarce de Aquiles. Aquiles então concordou em lutar ao lado dos gregos na guerra.

Aquiles ao deixar o palácio do rei Licomedes, também deixou um filho, de nome Neoptólemo, no ventre de uma das filhas do rei chamada Deidamia.

Há também histórias em que Aquiles chegou a conhecer seu filho, e só partiu pra guerra alguns anos depois dele nascer.

As Batalhas

Aquiles partiu para a guerra mesmo tendo sua mãe a tentar impedi-lo, por conta da profecia do oráculo em que ele morreria em Troia, caso matasse um dos filhos de Apolo. Mas Aquiles estava em busca de glórias e não deu ouvidos à sua mãe.

Aquiles convenceu seu pai a lhe dar uma grande frota de navios e muitos soldados. Junto a ele, embarcaram seu mentor Fénix e seu grande amigo Pátroclo, rumo a Troia.

Durante a viagem, como profetizado, Aquiles teve uma desavença com um dos filhos do deus Apolo, Tenes, terminando por matá-lo.

Após o inicio da guerra contra os troianos, Aquiles foi traído por Agamemnom quando este obrigou-o a devolver Briseida (que foi dada a Aquiles como prêmio pela vitória em uma batalha), ao seu pai. Aquiles então decidiu se retirar da guerra com seus homens.

Os gregos começaram a ser derrotados após a retirada de Aquiles. Os troianos, liderados pelo príncipe Heitor, encurralaram o exército grego e tomaram seu acampamento e navios. Então Pátroclo, se fazendo passar por Aquiles, reuniu o exército mirmidão e lutou junto aos gregos, afastando os troianos. Mas durante a batalha, Pátroco acabou sendo morto por Heitor.

Aquiles e Pátroclo

Aquile inconformado com a morte do seu amigo Pátroclo

Após descobrir que Pátroclo fora morto, Aquiles resolveu se vingar do príncipe troiano. Enfurecido, Aquiles reuniu seu exército e retornou à batalha para matar Heitor. Após vários cercos ao palácio troiano, Heitor finalmente decidiu enfrentar a ira de Aquiles. 

Aquiles desferiu um golpe na garganta de Heitor, alcançando assim sua vingança pela morte de Pátroclo. 

Aquiles e Heitor

Aquiles arrasta o corpo de Heitor depois de derrotá-lo na batalha

Aquiles prendeu o corpo de Heitor ao seu carro de batalha, onde o arrastou por vários dias. O rei Príamo, pai de Heitor pediu, aos pés de Aquiles, que devolvesse o corpo do filho para o seu funeral.

Aquiles, comovido pela humilhação em que se submeteu o rei de Troia ao pedir o corpo de Heitor, concedeu o pedido e então concordaram em ter uma breve trégua para chorarem seus mortos.

Em uma das batalhas que pôs fim a Troia, Páris (irmão de Heitor), guiado pelo deus Apolo, conseguiu acertar uma flecha envenenada justamente no calcanhar de Aquiles. 

A morte de Aquiles

Aquiles morre após sofrer uma flecha no calcanhar

Como esta era a única parte do seu corpo que não estava sob proteção divina, Aquiles acabou morrendo, dando fim à profecia do oráculo. Aquiles teve seu corpo enterrado junto aos restos mortais de seu grande amigo Pátroclo.

As Obras

Na mitologia sobre Aquiles, muitas obras foram produzidas para nos contar sua História.

Podemos encontrá-las em esculturas, pinturas, literatura e até mesmo no cinema. Na obra Ilíada, de Homero, é onde encontramos os maiores feitos de Aquiles, principalmente durante a Guerra de Troia, mas há muitas outras obras sobre este herói grego, como em Aquilíada, escrita por Estácio, onde surge a mística sobre seu ponto fraco.

Outros autores como Sófocles e Ésquilo também escreveram sobre o heroi. 

A história de Aquiles, assim como quase todas nas mitologias, vem nos trazer diversos ensinamentos. E o principal é que "todo homem, por mais forte e grandioso que seja, sempre possuirá alguma fraqueza".