É possível mudar a cor dos olhos? Conheça os métodos naturais e artificiais


Você já deve ter ouvido casos onde uma pessoa nasceu com os olhos de uma cor, e logo depois essa coloração mudou, ou então percebeu que os olhos de algumas pessoas ficam diferentes de acordo com a iluminação. Mas sabia que hoje já existem métodos para alterar permanentemente a cor dos olhos?

Processos cirúrgicos, como o clareamento a laser e o implante de íris, tem sido a saída de muitas pessoas que querem mudar a cor dos seus olhos. Mas além disso, também existem alguns métodos naturais que podem alterar a percepção sobre a cor dos olhos, ou mesmo mudar seu tom. 

Métodos artificiais para mudar a cor dos olhos permanentemente

Apesar das lentes de contato já estarem disponíveis no mercado desde 1888 e serem uma alternativa para quem quer alterar a cor dos olhos, muitas pessoas ainda estavam em busca de um método permanente.

Conheça então alguns desses procedimentos que estão disponíveis no mercado, ou em fase de testes: 

O clareamento a laser pode mudar sua cor de olhos para sempre

Clareamento a laser

O clareamento a laser é um procedimento cirúrgico que promete mudar a cor dos olhos de forma permanentemente.

Ele foi inventado em 2011 pelo Dr. Gregg Homer, um especialista da empresa Stroma Medical, situada na Califórnia. Este processo conta com a premissa de que por baixo de todo olho castanho existe um olho azul.

Isso porque a parte castanha é uma camada de melanina que há por cima da íris, então se ela for destruída com a ajuda de um laser, o que ficará visível serão os olhos claros.

O procedimento dura apenas 20 segundos, e o resultado final pode ser visto em 2 a 4 semanas, que é o tempo necessário para o corpo remover as células que foram destruídas pelo laser.

Apesar de muitos oftalmologistas ainda se mostrarem preocupados com o processo, as pesquisas e testes realizados pela Stroma Medical até agora mostram que a operação não afeta a visão do paciente.

O procedimento ainda não está disponível no mercado, porém assim que ele for liberado deverá custar cerca de 5 mil dólares.

O implante de íris é uma opção duradoura, porém reversível

Implante de íris

Esse procedimento consiste no implante de uma íris de silicone flexível, por meio de uma incisão na córnea.

Essa íris de silicone, chamada de Bright Ocular, é feita do mesmo material de lentes de contato, porém, ela só é capaz de alterar a cor do olho, sem resolver problemas de visão.

O procedimento foi desenvolvido pelo Dr. Kenneth Rosenthal, um famoso oftalmologista americano, como uma forma de reparar ou substituir a íris após traumas ou doenças, como albinismo ocular e catarata.

O implante de íris já é disponível em algumas partes do mundo, e seu custo é de 5 a 7 mil dólares. Apesar disso, ela não é isenta de riscos e complicações. 

Colin McCannel, professor de oftalmologia da Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), entre outros profissionais da área, afirmam que o procedimento pode apresentar diversos riscos ao paciente, entre eles inflamações da córnea e até mesmo cegueira parcial ou completa, com diversos casos já registrados nos Estados Unidos.

Por causa disso, o procedimento não é indicado em casos puramente estéticos.

Métodos naturais para mudar a cor dos olhos

Para as pessoas que querem mudar a cor dos seus olhos, mas não pretendem passar por cirurgias ou usar lentes de contatos, existem alguns truques e métodos não-científicos, que prometem alterar a cor dos olhos, ou a percepção que temos deles. 

Roupas e maquiagem podem mudar a percepção das pessoas

Cores de roupa e maquiagem podem contrastar ou intensificar a cor dos nossos olhos, ou pelo menos a percepção que as pessoas tem deles. 

Por exemplo, usar roupas douradas, rosa ou verde, fazem com que os olhos castanhos pareçam mais brilhantes. Já as pessoas de olhos azuis ou verdes podem tornar a cor dos seus olhos mais intensas usando roupas e maquiagens de cor turquesa, azul e verde esmeralda.

Desintoxicação do corpo e dieta com alimentos crus

Apesar dessa teoria ser considerada pseudocientífica, por ainda não ter uma base suficiente de evidências, um ramo da medicina alternativa, chamada de iridologia, defende que nossa alimentação pode mudar a cor dos nossos olhos.

Isso porque a cor da íris estaria associada à saúde dos nossos órgãos internos, como nosso cérebro e o sistema digestivo.

A hipótese é defendida pelo Dr. Robert Morse, que revela que uma alta concentração de tons amarelos na íris significa um grande número de toxinas no corpo.

Morse é doutor em bioquímica pela Brantridge Forest School, na Inglaterra, e em medicina naturopática pela Southwest College of Naturopathic Medicine, nos Estados Unidos.

Um de seus estudos, no qual acompanhou uma jovem que passou a comer apenas alimentos crus por seis anos, mostrou que a cor de seus olhos mudou de um verde-amarronzado para um tom esverdeado mais claro.

Além disso, segundo Morse, alimentos como o mel, azeite, cebola e frutos do mar teriam o poder de tornar a cor dos olhos mais brilhantes e intensos.

Idade e emoções de uma pessoa

pessoa chorando cor dos olhos

A cor dos olhos de algumas pessoa não é completamente estabelecida até aos 12 anos de idade. Por isso é comum que bebês que nascem que olhos azuis, ou acinzentados, acabam mudando de cor depois de um tempo.

Isso porque, quando alguém nasce com os olhos claros, a quantidade de melatonina que há na íris ainda está se formando, podendo aumentar com o tempo ou não.

A expansão ou contração da sua íris também pode fazer com que ela sofra uma pequena alteração na cor. 

Isso pode acontecer quando você fica feliz ou com raiva. Ou então ao chorar, pois a parte branca dos olhos costuma ficar avermelhada, o que fará com que sua íris aparente ser mais brilhante e vívida.

Biokinesis: a mudança através da força da mente

Apesar dessa hipótese ser muito refutada, algumas pessoas acreditam que é possível mudar a cor dos olhos e outros aspectos fisiológicos atrás do pensamento.

Essa técnica, chamada de Biokinesis, ou Vitakinesis, defende que a concentração da força do pensamento seria capaz de uma criar energia cinética que poderia movimentar nossas moléculas.

Segundo seus praticantes, para que uma pessoa consiga atingir esses resultados, é necessário uma grande disciplina e prática diária de exercícios. Mas apesar do grande interesse de pessoas pelo poder da Biokinesis, essa técnica ainda não tem comprovações da ciência.

Veja também: