12 palavras que usamos hoje que vieram da mitologia grega


A mitologia grega pode estar muito mais perto do nosso dia-a-dia do que imaginamos!

Muitas das palavras que usamos atualmente tem origem em mitos, deuses e seres dessa mitologia. Conheça então algumas palavras do português que têm suas raízes nas histórias de Zeus e outros deuses gregos.

1. Eco, da ninfa “Eco”

Ninfa Eco
A ninfa Eco, amaldiçoada por Hera

O eco pode ser definido como o reflexo do som que chega ao ouvinte algum tempo depois que o som original foi emanado. Esse fenômeno é muito bem relacionado com a origem de seu nome, que vem da ninfa Eco.

A Eco da mitologia grega era uma bela ninfa da montanha, que costumava distrair a deusa Hera com contos fascinantes, enquanto Zeus usava esse tempo tirando proveito de outras ninfas sedutoras.

Como esperado, esse esquema não funcionou por muito tempo e quando Hera descobriu, ela amaldiçoou Eco, arrancando-lhe sua voz e a deixando apenas capaz de repetir as palavras que outras pessoas falavam.

2. Atlas do titã “Atlas”

Atlas
Atlas segurando o mundo em seus ombros

Atlas era o nome do Titã que foi forçado a segurar o mundo nos ombros por toda a eternidade, por ter se voltado contra Zeus e os outros deuses do Olimpo

Hoje seu nome é utilizado para descrever o grupo de mapas do mundo, e apesar da conexão com o nome fazer todo o sentido, ele só começou a ser usado na cartografia após o século XVI.

3. Cronológico e crônico, do titã Cronos

Cronos
Cronos, o deus do tempo

Essas palavras podem não parecer ter muito em comum, mas existe uma boa razão para terem a mesma raiz: ambas estão relacionadas ao tempo.

A cronologia trata da forma como os fatos aconteceram ao longo do tempo, já a crônica descreve algo que ocorre durante um longo período de tempo. Ambas as palavras se originam do titã Cronos, pai de Zeus e deus grego do tempo.

4. Mentor de “Mentor”, uma das formas da deusa Atena

Telemaco
Telêmaco e Atena

Mentor é a palavra que define um indivíduo experiente que guia e dá conselhos para uma outra pessoa. Essa palavra tem origem em um episódio da Mitologia Grega que envolveu o herói Odisseu e seu filho Telêmaco.

Originalmente, Mentor era o nome de um ancião amigo de Odisseu. Quando o herói partiu para a Guerra de Troia, ele deu à Mentor a responsabilidade de cuidar de seu filho, Telêmaco. 

Quando Atena visitou Telêmaco, ela se disfarçou como se fosse o ancião, para permanecer escondida das pessoas de Ítaca. Durante esse tempo, ela orientou Telêmaco, lhe ensinando valores, a ter força de vontade e coragem.

5. Música de “Musas”, as deusas inspiradoras da música, poesia e literatura

9 musas
Musas, as inspiradoras da música e da arte

Música é o som produzido de forma harmoniosa, combinando ritmo, harmonia e melodia. Esse sentido também se encontra nas suas origens, que deriva das Musas. As 9 filhas de Zeus personificavam o conhecimento, e inspiravam a música e a arte.

6. Hermafrodita, do deus Hermafrodito

Deus hermafrodito
Deus Hermafrodito, que nasceu com os dois sexos

Hermafroditas são pessoas que nascem com os órgãos reprodutores feminino e masculino ao mesmo tempo.  

Esse nome vem do deus Hermafrodito, filho de um romance adúltero entre Hermes e Afrodite, e por isso esse nome. No mito, esse deus nasceu tanto com os órgãos masculino quanto feminino, e não tinha gênero definido.

7. Graça de “Cháris”, três deusas gregas

As 3 graças
As 3 Graças

A graça pode ser definida como as características agradáveis de uma pessoa, ligadas à elegância e graciosidade.

O termo tem origem no trio de deusas gregas Cháris. Tália, Eufrosina e Aglaia eram filhas de Zeus, e simbolizavam a beleza, o charme e a alegria.

8. Erótico, do deus Eros

Eros e Afrodite
Eros e sua mãe, Afrodite

Esta palavra vem do personagem grego Eros, que também é muito conhecido pelo seu nome romano, Cupido.

Eros era filho de Afrodite, e deus do amor e do desejo sexual. Suas intervenções frequentemente faziam com que deuses e mortais se apaixonassem, muitas vezes mesmo quando já eram casados.

9. Hipnose de Hipnos, o deus do sono

Hypnos
Hipnos, o deus do sono

A hipnose é descrita como um estado de passividade que se assemelha ao do sono, no qual o indivíduo pode ser facilmente induzido pelo seu hipnotizador.

A palavra tem sua origem no deus do sono Hipnos, que morava em uma caverna escura onde o sol nunca penetrava. Sua casa não tinha portas ou janelas, para que ele não fosse despertado. Outras palavras foram derivadas de seu nome romano, Somnus, como a “insônia”.

10. Morfina, do deus Morfeu

Morfeu
Morfeu, o deus dos sonhos

A famosa droga usada para aliviar dores intensas e que coloca a pessoa em um estado quase de sonho recebeu esse nome devido ao filho de Hipnos, Morfeu.

Morfeu era o deus dos sonhos, que tinha a capacidade de assumir a forma humana e aparecer nos sonhos das pessoas.

11. Narcisismo, do herói Narciso

Narciso
Narciso apaixonado por seu reflexo

Narcisismo é um conceito que define um indivíduo que admira exageradamente a própria imagem, e esse termo é inspirado no mito grego de Narciso.

Narciso era um homem lindo, meio ninfa e meio deus, que era tão orgulhoso de sua aparência que desprezava a todos que ousavam amá-lo. 

Por isso, Nêmesis o puniu atraindo Narciso para uma lagoa, onde ele pode ver seu próprio reflexo. Narciso ficou tão apaixonado pela sua própria imagem que se recusou a deixar o lago, e admirou sua imagem até morrer de fome.

12. Afrodisíaco, da deusa do amor Afrodite

Sacerdotisas
Sacerdotisas de Afrodite

Afrodisíaco é o termo utilizado para coisas que despertam o desejo sexual, como alguns alimentos ou substâncias. Essa palavra remete à Afrodite, a deusa grega do amor.

Nos festivais de homenagem à deusa, ela era representada por suas sacerdotisas, que eram prostitutas. Esses rituais eram considerados “afrodisíacos”, o que deu origem ao termo.  

Veja também: